São Paulo aumenta valor de Rodrigo Caio e zagueiro não deve ser vendido

56ca2ed35ce04

São Paulo corre risco de não vender Rodrigo Caio nesta janela de transferência do futebol europeu que se fecha na quarta-feira (31/8). Por decisão do comando do clube, o valor pedido pelo jogador passou de 10 milhões de euros para 15 milhões depois da conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos. Lazio, Sevilla, Milan e Napoli, interessados na contratação, avaliaram que não valeria a pena investir todo esse dinheiro em um zagueiro.

Rodrigo Caio tinha e tem desejo de jogar na Europa ainda nesta temporada. Não à toa embarcou para a Itália, logo após a Olimpíada, em busca de seu passaporte italiano em uma província perto de Nápoles. Estava satisfeito com as propostas de 10 milhões de euros, em especial da Lazio, e o bônus de 2 milhões de euros que receberia da negociação.

O jogador esperava que a transação fosse concluída antes mesmo de se apresentar à Seleção Brasileira neste domingo (28/8) – por azar, sofreu uma lesão muscular e foi cortado por Tite.

Quando o São Paulo resolveu aumentar o pedido de 10 milhões para 15 milhões, Rodrigo Caio ficou sem ação. E pode até virar um problema ao clube.

Se não for mesmo negociado até quarta-feira, o jogador deve pedir uma equiparação salarial a do zagueiro Maicon, que recebe o teto da folha de pagamentos do clube.

Segundo informações de bastidores não oficiais, o salário de Rodrigo é quase um terço do valor que Maicon, contratado por R$ 22 milhões em junho quando o time estava nas semifinais da Copa Libertadores, recebe por mês.

Permanecendo no São Paulo, Rodrigo Caio corre risco até de ser desvalorizado. O time patina no Brasileirão e já entrou na corrida contra o rebaixamento.

Na Copa do Brasil, a derrota em casa para o Juventude no jogo de ida deixa o clube em situação complicada.

O São Paulo está sem caixa. Não tem dinheiro para investir em reforços. Vive uma ebulição política. E, lamentável, virou vítima da violência de facções organizadas.

É neste cenário que Rodrigo Caio vai ter de jogar e continuar a valer os 15 milhões de euros exigidos pelo Tricolor. Ou o São Paulo negocia agora por 10 milhões de euros ou vai correr risco mais tarde.

Anúncios