São Paulo chora aos pés de Chávez diante do Flamengo no Morumbi

csChávez tirou do São Paulo uma vitória importante na sua corrida contra a zona de rebaixamento no Brasileirão. Aos 38 minutos do segundo tempo, atacante argentino aparece na cara do gol, chuta mal e Alex Muralha defende. Esse gol daria três pontos ao Tricolor, incomodado na parte debaixo da tabela e afastaria um pouco o Flamengo dos calcanhares do Palmeiras. Chávez falhou e seu time continua no doloroso calvário neste fim de temporada.

Situação delicada na classificação geral obrigou o São Paulo a jogar fechado no primeiro tempo. Atuou como visitante no Morumbi e deixou claro sua prioridade em se defender e depois agredir no contra-ataque. Uma proposta covarde, mas necessária tamanha a falta de qualidade técnica do time. E inaceitável ao torcedor.

Quem muito se preocupa com a defesa pouco incomoda o adversário no ataque. Mais grave ainda quando não se faz a transição rápida até o gol do inimigo. Por isso, o São Paulo não sofreu com o Flamengo e, em contrapartida, não deu nenhum susto no adversário.

Chávez passou 45 minutos isolado, um ponto no infinito sem luz. Cueva e Wesley, encarregados de levar a bola até o campo de fogo, não apareceram. Hudson provou mais uma vez da sua inutilidade, com erros sucessivos de passes e marcação fraca.

Restou ao São Paulo estirões sem resultado prático. Do lado do time carioca, nada arrebatador para quem é cantado como um time de muito repertório. Usou e abusou das bolas levantadas na área. E mais nada.

No segundo tempo, o time de Ricardo Gomes mordeu mais. Nos primeiros 20 minutos, avançou ao campo do inimigo. Conseguiu alguns escanteios, mas sem grandes progressos. Não havia talento para sair da mesmice. Seria exigiu muito de Wesley e Thiago Mendes. Apenas Cueva poderia fazer a diferença, não fosse sua omissão.

São Paulo roubava a bola e não sabia o que fazer com ela. Rodava, rodava e nada de criar uma mísera chance de gol.

sp133

Zé Ricardo resolveu se coçar e fez três substituições quase que por atacado, com Fernandinho, Alan Patrick e Leandro Damião. O Flamengo ganhou velocidade e agrediu mais. Por pouco não fez um gol com Jorge e depois com Leandro Damião. E parou aí.

Quem teve a chance de liquidar a fatura foi o argentino Chávez. De um contra-ataque ao acaso, recebeu bom passe de Cueva e ficou frente a frente com Muralha. Era só caprichar no chute final. Mas falhou e deu ao goleiro do Flamengo a oportunidade de fazer boa defesa. Gol perdido que pode custar caro na hora de o São Paulo fechar a conta dos pontos contra o rebaixamento.

Não se desperdiça uma chance como essa diante de um adversário que briga pelo título. São Paulo continua no seu calvário.

FICHA DO JOGO

São Paulo 0 x 0 Flamengo

São Paulo: Denis, Bruno, Lugano, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes (Michel Bastos) e Wesley; Kelvin (Luiz Araújo), Chávez e Cueva. Técnico: Ricardo Gomes

Flamengo: Alex Muralha, Rodnei, Rever, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego; Gabriel (Fernandinho), Guerrero (Leandro Damião) e Everton (Alan Patrick). Técnico: Zé Ricardo

Juiz: Sandro Meira Ricci
Cartões amarelos: Cueva, Diego, Rodrigo Caio, Wesley, Jorge, Bruno
Renda: R$ 808.393,00
Público: 29.813 pagantes
Local: Morumbi

Anúncios