Qatar 2022 entra no livro das Copas do Mundo como uma das mais “democráticas” de todos os tempos.