messi-quinta-bola-de-ouro-2015-11012016-610x330

Fifa acaba de esculhambar a escolha do melhor jogador do mundo ao abrir a votação, por meio da internet, aos torcedores. Não que a torcida não tenha de ser consultada, o que pesa contra são os critérios subjetivos na hora de votar. Participação democrática sempre é bem-vinda. O problema é que, em eleições desse tipo, nem sempre se escolhe aquele jogador que tem mais bola. Prevalece a paixão, idolatria. Nesse caso, por ser caladão e introspectivo, Lionel Messi corre grande risco de ficar fora da lista dos três mais votados em 2016. O craque argentino tem cinco bolas de ouro na sua coleção.