pro-20.jpg

São Paulo é candidato sério ao rebaixamento a oito rodadas do fim do Brasileirão. Está apenas a três pontos da zona da degola. Pior, não tem como reagir. A derrota por 1 a 0 no clássico contra o Santos escancara, mais uma vez, o quanto o time é desequilibrado. Quando se desdobra com força de vontade e entrega, sucumbe à falta de recursos, em especial na linha de ataque. Torcedor são-paulino sabe que vai sofrer até o fim. E do outro lado, o Santos a cada rodada consolida sua vaga na Libertadores de 2017.

Anúncios

cru

Corinthians se beneficia de erro da arbitragem, cede empate  (1 a 1) ao Cruzeiro e vê o Palmeiras ficar com o título simbólico de campeão do primeiro turno do Brasileirão. A preocupação do seu torcedor nem era fechar na frente do rival e sim enxergar um horizonte mais claro na sequência do campeonato. E o resultado nesta segunda-feira não indica que dias melhores virão. No momento do aperto, se teve nítida a falta de um elenco qualificado à disposição de Cristóvão Borges, chamado de “burro” no Pacaembu ao trocar Romero por Marlone.