Gols do Palmeiras, Grêmio, Internacional, Cruzeiro e outros na quarta rodada da Libertadores

Anúncios

Brasileirão 2017 começa com uma boa média de três gols por jogo, uma chacoalhada do Bahia para cima do Atlético-PR, a força do campeão Palmeiras na volta de Cuca e incertezas quanto ao futuro do São Paulo de Rogerio Ceni, Corinthians, Santos e, em especial, do Vasco. Acompanhe análise da primeira rodada que teve boa média de público – 17,5 mil em oito jogos – impulsionada pelas torcidas de Flamengo, Palmeiras e Corinthians.

“Tivemos muitas dificuldades para jogar em decorrência do campo. O Palmeiras é um time muito técnico e tivemos muitas dificuldades. Fizemos um bom primeiro tempo até tomarmos dois gols. Depois, quando quisemos jogar, fomos muito atrapalhados pelo campo. Acredito que o campo foi a grande dificuldade. Perdemos muitas bolas e demos o contra-ataque.”

Quem tem um jogador da estirpe de Felipe Melo sabe que não vai navegar a vida inteira em águas calmas. É preciso acompanhar seus movimentos com o cuidado que se anda em uma loja de cristais. Um leve esbarrão pode provocar um enorme prejuízo. Depois, nem tem como recolher os cacos. Desde sempre ele tem sido assim.

Primeiro, derrubou o Santos. Depois, o Palmeiras. A Ponte Preta chega à final do Paulistão 2017 muito mais forte do que se imaginava. A prova definitiva se deu no Allianz Parque com 40 mil torcedores e tendo como adversário um time de múltiplos recursos. Não se apequenou em nenhum momento, mesmo com a clara proposta de apenas se defender. Perdeu o jogo por 1 a 0, mas vai decidir o título com o vencedor do confronto Corinthians x São Paulo.