São Paulo foge a passos largos do rebaixamento. A vitória contra o Santos, sem se ater aos números da classificação na tabela, é um recado tranquilizador a sua torcida. Desde as primeiras rodadas do Brasileirão o time não vencia dois jogos seguidos. Conseguiu. Chegou aos 40 pontos, faltam sete para dizer Série B jamais.

Discussões inúteis a respeito da queda de Rogerio Ceni incendeiam o futebol nesta segunda-feira. Há os que defendem o ex-goleiro – ele não seria o culpado pelo estado de calamidade técnica que vive o time. Há ainda os que o condenam – seria arrogante por investir na carreia de treinador e assumir logo de cara um clube do tamanho do São Paulo apenas porque lá é um mito.

Lucas Pratto é um dos jogadores mais caros e com mais recursos técnicos nesse grupo de atletas do São Paulo. Não se omite e sempre que é chamado a dizer o que pensa, fala com sinceridade. Nesses dias de incertezas no Morumbi, Pratto parece que perdeu a paciência.