Santos e TV Globo não falam o mesmo idioma desde março de 2016 quando o clube vendeu seus direitos de transmissão dos jogos do Brasileirão ao canal Esporte Interativo (EI), do grupo norte-americano Turner. Contrato terá validade de 2019 a 2024. Entre os grandes clubes do grupo da elite do futebol brasileiro, o Santos foi o primeiro a romper com a Globo – depois o Palmeiras também cedeu os direitos ao EI.

Corinthians é um time sem segredo. Se defende com minúcias, cada setor tem marcação dobrada. Avança em triangulações nos dois lados do campo, simples. E ferroa no ataque como um escorpião, letal. Não é um modelo inusitado, nem difícil de ser esmiuçado. O problema é como demolir a fortaleza e não levar as picadas.

Discussões inúteis a respeito da queda de Rogerio Ceni incendeiam o futebol nesta segunda-feira. Há os que defendem o ex-goleiro – ele não seria o culpado pelo estado de calamidade técnica que vive o time. Há ainda os que o condenam – seria arrogante por investir na carreia de treinador e assumir logo de cara um clube do tamanho do São Paulo apenas porque lá é um mito.

Vitória dos reservas do Palmeiras em cima dos reservas do Grêmio neste sábado (01/7) abre boas perspectivas ao clube que mais investe em contratações na temporada 2017 do futebol brasileiro. Gasta com reforços e colhe resultados em campo.

Lucas Pratto é um dos jogadores mais caros e com mais recursos técnicos nesse grupo de atletas do São Paulo. Não se omite e sempre que é chamado a dizer o que pensa, fala com sinceridade. Nesses dias de incertezas no Morumbi, Pratto parece que perdeu a paciência.