Grêmio se junta a Santos e São Paulo na consagração de tricampeão da Copa Libertadores. Conquistou seu terceiro título ao vencer o Lanús na Argentina por 2 a 1. Celebra também Renato Gaúcho, campeão como jogador (em 1983) e treinador (em 2017), o único a conseguir esse feito no futebol brasileiro.

Anúncios
“Vocês viram ali, só vou perguntar para a Conmebol do tal do vídeo. É inadmissível o árbitro estar a três metros do lance e ter que usar vídeo. O Stevie Wonder não precisaria do vídeo para dar pênalti. Por que não foi usado o vídeo? É isso que quero saber da Conmebol. Foi pênalti legítimo. Ali a gente poderia ter ampliado nossa vantagem” – Renato Gaúcho, técnico do Grêmio, ao comentar o jogo Grêmio 1 x 0 Lanús.

Palmeiras avança às oitavas de final da Copa Libertadores 2017 e se junta a Santos, Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo e Grêmio, representantes do futebol brasileiro também classificados. Flamengo e Chapecoense ficaram no meio do caminho – clube catarinense ainda tenta recuperar a vaga na Corte Disciplinar da Conmebol.

CBF não defendeu o Palmeiras no Comitê Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e o clube paulista sofreu uma punição mais pesada que o Peñarol nos incidentes da batalha campal em Montevidéu. A sentença determina que o Palmeiras não poderá contar com seus torcedores em três jogos como visitante (oitavas de final, quartas e semifinal) na Copa Libertadores e ainda deve pagar uma multa de US$ 80 mil. Dono do estádio e acusado de promover uma emboscada contra o time brasileiro, o Peñarol foi punido apenas com uma partida com portões fechados e multa de US$ 150 mil.

Queda na fase de grupos da Copa Libertadores tira do Flamengo a possibilidade de faturar R$ 24,5 milhões ao final da competição. Essa seria a premiação paga pela Conmebol que o time carioca teria direito se fosse o campeão, acumulando cotas das oitavas de final até a decisão do título. Como caiu eliminado com a derrota (2 a 1) para o San Lorenzo, da Argentina, na quarta-feira (17/5), vai levar apenas R$ 5,7 milhões pelos três jogos que atuou como mandante nessa fase de grupo. Prejuízo financeiro e um desastre assustador do ponto de vista técnico.

Quem tem um jogador da estirpe de Felipe Melo sabe que não vai navegar a vida inteira em águas calmas. É preciso acompanhar seus movimentos com o cuidado que se anda em uma loja de cristais. Um leve esbarrão pode provocar um enorme prejuízo. Depois, nem tem como recolher os cacos. Desde sempre ele tem sido assim.