Rivaldo não teria vida fácil se ainda jogasse futebol em algum clube brasileiro nessa temporada de 2017. A cada comemoração de um gol, com aquele seu gesto característico de cobrir a cabeça com a camisa, seria punido com o cartão amarelo. Essa advertência, entre outras polêmicas, faz parte das “novas normas de padrão da arbitragem” divulgadas pela CBF, no dia 11 de maio, em seu site oficial e repassadas a todos árbitros que apitam nas Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil.