Discussões inúteis a respeito da queda de Rogerio Ceni incendeiam o futebol nesta segunda-feira. Há os que defendem o ex-goleiro – ele não seria o culpado pelo estado de calamidade técnica que vive o time. Há ainda os que o condenam – seria arrogante por investir na carreia de treinador e assumir logo de cara um clube do tamanho do São Paulo apenas porque lá é um mito.