Tite perde força no comando da Seleção com saída de auxiliares da comissão técnica e baixa aprovação popular