Tite convoca 24 jogadores para jogos contra Bolívia e Chile, na última rodada das Eliminatórias 2018. Ninguém esperava encontrar Diego Tardelli, Fred e Diego Ribas. E muita gente queria ver Arthur, do Grêmio. Acompanhe análise da convocação de Tite

CBF não desiste de fazer dinheiro com a Seleção Brasileira. Uma semana depois da prisão de Sandro Rosell, ex-presidente da Barcelona, e das denúncias da Justiça da Espanha a respeito de lavagem de dinheiro em jogos da Seleção, a confederação anuncia uma novidade na transmissão dos amistosos contra Argentina e Austrália no início de junho. As duas partidas serão exibidas pela TV Brasil, estatal comandada pelo governo federal, e também no Facebook, sem a participação da TV Globo.

Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona e ex-diretor da Nike em negócios com a CBF, está preso em Madri desde terça-feira (23/5) acusado de lavagem de dinheiro. Lionel Messi, sim, o craque dos craques do Barça, e seu pai foram condenados a 21 meses de prisão por causa de três crimes fiscais, em sentença proferida pelo Supremo Tribunal espanhol na quarta-feira (24/5). Cristiano Ronaldo, astro dos astros do Real Madrid, também foi acusado pela Receita Federal espanhola de fraude fiscal de 15 milhões de euros, nesta quinta-feira (25/5). E, por fim, 50 jogos da Segunda B do Campeonato Espanhol estão sob investigação com suspeita de manipulação de resultados. Futebol na Espanha passa pelo crivo da Justiça. Enquanto isso, no Brasil…

Rogerio Ceni insinua que Tite teria convocado Rodrigo Caio para amistosos da Seleção Brasileira – contra Austrália e Argentina, em junho – por causa da honestidade demonstrada pelo jogador no caso do cartão amarelo na polêmica com Jô, do Corinthians. O técnico do São Paulo disse ainda que convocaria Rodrigo Caio por seu futebol e não por um gesto de fair-play. Tite não respondeu a Ceni.

CBF não defendeu o Palmeiras no Comitê Disciplinar da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e o clube paulista sofreu uma punição mais pesada que o Peñarol nos incidentes da batalha campal em Montevidéu. A sentença determina que o Palmeiras não poderá contar com seus torcedores em três jogos como visitante (oitavas de final, quartas e semifinal) na Copa Libertadores e ainda deve pagar uma multa de US$ 80 mil. Dono do estádio e acusado de promover uma emboscada contra o time brasileiro, o Peñarol foi punido apenas com uma partida com portões fechados e multa de US$ 150 mil.