oswaldo-de-andrade-corinthians-x-america-mg-16102016_1wraotehtvmw1165rudsdupqwCorinthians ainda tem meios de evitar o desastre nesta temporada de 2016. A única saída é conquistar vaga na Copa Libertadores de 2017, depois da generosa colaboração da Conmebol ao aumentar número de clubes brasileiros na competição. O torneio internacional é garantia de receita extra com cotas de televisão e bônus de premiação. Mais que isso, a certeza de que terá casa cheia no Itaquerão e boas perspectivas de aumentar o faturamento do seu programa de sócio-torcedor. Para que essa equação seja resolvida, o time precisa jogar bola nas três rodadas que restam no Brasileirão. Essa é a encrenca.

libertadores-trofeu-480-getty-images

Decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) de aumentar o números de clubes brasileiros na Copa Libertadores de 2017, de 5 para 7, interfere diretamente no atual Brasileirão. O G-4 passa a ser G-6 e vira do avesso o campeonato nacional. Clubes que lutavam para não cair têm agora chance de conquistar uma vaga na competição internacional. É um afronta ao regulamento e chama atenção o interesse dos cartolas em apressar as mudanças.

copa-libertadores-2013

Copa Libertadores de 2017 terá mudanças significativas e deve mexer no orçamento dos clubes.De acordo com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), a competição  poderá ser disputada ano inteiro – de fevereiro a novembro -, quase no mesmo período do Campeonato Brasileiro e ainda abrange o calendário dos Estaduais e Copa do Brasil. Conclusão: os clubes vão investir mais em jogadores e “inchar” seus elencos. 

57da2618d26adLimite de Cristóvão Borges no Corinthians é o clássico contra o Palmeiras neste sábado no Itaquerão. Se vencer, a fervura abaixa e o time continua na bica por uma vaga na Libertadores e até na briga pelo título. Se perder em casa, onde ostenta uma longa invencibilidade, sua cabeça será servida na bandeja.

É quase uma queda anunciada. Nem é por pressão de conselheiros – uma artimanha usada nos clubes quando se pensa e deseja trocar de treinador. Trata-se de avaliação mesmo do comando do Corinthians de olho nas provisões de caixa em 2017