Palmeiras procura um treinador de peso

Palmeiras em busca de um treinador Alberto Valentim não deve ficar em 2018 no Palmeiras - foto: Ag Palmeiras

Palmeiras esperava uma boa resposta de Alberto Valentim nos 11 jogos que restavam no Brasileirão 2017 quando Cuca saiu. Em seis partidas, o interino venceu três, empatou uma e perdeu duas. Avaliação no comando do clube é que nos confrontos mais importantes – clássico contra o Corinthians e Cruzeiro em casa –, mesmo com resultados ruins, Valentim se saiu bem. O problema é que o time deixou de brigar pelo título e corre risco de ficar sem a vaga direta na Libertadores 2018.

Créditos que Valentim tinha com os dirigentes passaram de positivos para negativos, em especial depois de levar 3 a 1 nas costas do Vitória, o pior mandante do campeonato, nesta quarta-feira (09/11). E tende a se agravar se não vencer o Flamengo, concorrente direto na briga por um posto na Libertadores, domingo no Allianz Parque.

O drama no comando do clube é falta de um profissional qualificado no mercado para assumir o time em 2018. O que fazer: investir em um veterano, de costas largas, como Abel braga, Vanderlei Luxemburgo e até uma improvável volta de Felipão, que deu o título da Libertadores ao Palmeiras em 1999, ou apostar em novatos como Jair Ventura e outros sem lastro?

Seja qual for o eleito, o orçamento para 2018 não vai ser rebaixado. Jogadores como Lucas Lima (acordo fechado), lateral Diogo Barbosa (em negociação), atacante Bernard (em negociação) e um goleiro estão na pauta, assim como a saída de pelo menos cinco jogadores.

Anúncios