Gaviões da Fiel não se intimida

gavioes-02
Protesto da Gaviões da Fiel no Anhangabaú

A Gaviões da Fiel, torcida organizada do Corinthians, protestou nesta sexta-feira contra a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSPSP), CBF, o deputado Fernando Capez, TV Globo e Federação Paulista (FPF). Cerca de 2 mil pessoas participaram da manifestação no início da noite no Vale Anhangabaú. A torcida promete mais protestos neste sábado durante o jogo Corinthians x Red Bull Brasil, valendo vaga à semifinal do Paulistão.

A manifestação, que havia sido convocada há uma semana, serviu como uma resposta da facção à Operação Cartão Vermelho, deflagrada pela Polícia Civil de São Paulo nas primeiras horas desta sexta-feira, 15/4, com ações nas sedes das principais torcidas organizadas do Corinthians, Palmeiras e São Paulo na região metropolitana da capital e ainda em Guarulhos, Campinas e Santos.

Nesta operação, foram presas 26 pessoas – sete em regime temporário e 19 de caráter  preventivo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), segundo informa a Folha de S. Paulo, realizou a maior operação já realizada pela polícia contra as facções organizadas que militam no estado.

De acordo com publicações em sites e jornais, a Operação Cartão Vermelho tem como objetivo acabar com a violência no futebol paulista. Nos bastidores, a expectativa da Secretaria de Segurança é extinguir as facções se elas não mudarem de comportamento.

Não por acaso, o secretário Alexandre de Moraes, chefe da SSPSP, comandou a Cartão Vermelho no início da manhã desta sexta-feira. Ele esteve na sede da Gaviões da Fiel e exibiu algumas facas que foram apreendidas no local.

A resposta dos torcedores da Gaviões foi dura na manifestação no Vale do Anhangabaú. Chico Malfitani, um dos fundadores da torcida, subiu ao palanque e bateu forte nos que, segundo ele, perseguem a facção.

Veja o que ele disse:

“Pode mandar a Dilma tomar no c… no estádios, mas não pode xingar o Capez (Fernando Capez, deputado estadual do PSDB e presidente da Assembléia Legistava de SP)?”

“Aprenderam nossos caixões de defunto na nossa sede em que a gente ia enterrar a CBF, a  Globo, Federação Paulista, o Capez, ladrão de merendas. Não podemos protestar? É a volta da ditadura?”

“A Gaviões foi fundada em 1969 para brigar contra a ditadura que tinha dentro do Corinthians e contra a ditadura que governava o País. Parece que estamos voltando naqueles tempos”.

“O secretário de segurança de São Paulo, Alexandre Moraes, foi lá na nossa sede e aprendeu umas quatro facas que as nossas cozinheiras usam para fazer feijoada do sábado e que a turma usa para cortar carne do churrasco. E disseram que eram armas. Que armas são essas?”

A sede da Gaivões da Fiel, que havia sido lacrada por ordem da SSPSP, foi liberada por volta das 22h desta sexta-feira.

De acordo com os discursos dos líderes da torcida na manifestação no Anhangabaú , os protestos não vão parar. Novas manifestações estavam previstas no jogo do Corinthians contra o Red Bull neste sábado, 16/4.

Nos últimos meses, confrontos entre torcedores de facções organizadas se repetem antes, durante e depois dos jogos do futebol paulista. O saldo dessa batalha mostra mortes, feridos graves, destruição do patrimônio público, em especial unidades do metrô.

Anúncios