Cinco análises de futebol para você ler neste domingo (08/5) ao despertar

O domingo é de decisão dos Estaduais. Na Vila Belmiro, o corajoso Osasco Audax desafia o Santos na final do Paulistão-2016. Destaque também para o Pernambucano com o jogo Sport x Santa Cruz. Na Espanha, o Barcelona pode conquistar o título da liga no clássico contra o Español. E quem ainda domina o noticiário na Inglaterra é o campeão Leicester, com seu patrono Vichay Srivaddhanaprabha faturando cerca de R$ 12,5 milhões em um cassino, segundo a imprensa inglesa.

  1. FINAL DO PAULISTA NA VILA
    Depois do empate por 1 a 1 em Osasco, Santos e Audax decidem neste domingo o título do Paulistão. Quem vencer, leva. Se der empate, com ou sem gols, a decisão vai aos pênaltis. Fernando Diniz não tem problemas para a escalar o time. Dorival Júnior vai com Lucas Lima, ainda com o tornozelo avariado.santos_audax-622x356.png
    Análise – Pelo retrospecto na Vila, o Santos leva vantagem. Mas o Audax já deu provas suficientes que pode surpreender. Tem paciência e sangue frio para minar o dono da casa. Se for campeão, vai honrar o estilo ousado imposto por Diniz. Quanto ao Santos, tem a obrigação de levar a taça na Vila por ter mais time. Dorival Júnior costuma se perder em decisões de campeonatos.


    2. FINAL NO RECIFE
    santa_sport4
    O surpreendente Santa Cruz, campeão da Copa do Nordeste e de volta à Série A do Brasileirão, venceu o jogo de ida contra o Sport por 1 a 0 e joga por um empate para levar a taça do Campeonato Pernambucano neste domingo.

    Análise – Reestruturado nos últimos cinco anos, o Santa Cruz tem feito a diferença no Recife. Seria uma bênção ao futebol brasileiro a confirmação desse renascimento de um time popular e de tradição no Nordeste. O Sport, que tem dominado o cenário em Pernambuco, voltou ao comum com as recentes demissões de treinadores, Falcão foi o último deles. Oswaldo de Oliveira assumiu e tem a missão de não deixar o Santinha faturar o título.

    3. LEICESTER COM SORTE

    UnknownVichay Srivaddhanaprabha, o milionário tailandês que há três anos comprou o Leicester e o levou a ser campeão da Inglaterra, teria faturado R$ 12,5 milhões em um cassino na Inglaterra, informa o jornal The Sun. Ele havia prometido dar um carro Mercedes Classe B a cada um dos 30 jogadores do seu time pela conquista do título. Desembolsaria cerca de R$ 5,1 milhões para bancar a brincadeira.

    Análise – Neste caso, dinheiro chama dinheiro. O senhor Vichay revolucionou o Leicester, anda prometendo mundos e fundos e atiçou a pequena cidade do Condado de Leicester. Evidente que ele espera faturar muito mais do que gastar com o clube inglês. E, parece, não vai ser uma tarefa difícil.

    4. HORA DO BARCELONA

    Unknown-1O  Barcelona pode ser campeão espanhol hoje. Tem derrotar o Español (12h de Brasília) no Camp Nou, torcer por  derrota do Atlético de Madrid contra o Levante e que o Real Madrid não vença o Valencia no Santiago Bernabéu. Com essa combinação de resultados, o Barça fica com a taça com uma rodada de antecedência.

    Análise – Não é uma combinação fácil de resultados. Mais que ser campeão neste domingo, o Barça precisa resgatar um pouco mais da contundência goleadora do trio MSN. Messi e Suárez estão regulares, sem a exuberância de antes. Neymar, porém, está em dívida. Não tem feito bons jogos e problemas externos de sua vida privada, parece, se refletem no campo. Este é o jogo para Neymar voltar a respirar.

    5. SEMANA DO BRASILEIRO-2016
    Encerrados os Estaduais neste domingo, os clubes entram na reta final de ajustes para o Brasileirão. Com exceção de São Paulo e Atlético-MG, envolvidos nas quartas de final da Libertadores, os outros 18 da Série A entram na fase de pente fino para dar uma boa largada no campeonato nacional.

    Análise – Já dito por esse blogueiro, os Estaduais mais atrapalham do que ajudam os clubes. São três meses de competições sem muitos atrativos, com muitos prejuízos técnicos e só recompensados com a grana paga pela televisão. Por esse dinheiro, clubes entram nos Estaduais sem ainda estarem prontos para a temporada, sob pena de troca de treinadores quando os resultados não chegam. Muitos desses times pagam uma conta alta, no aspecto técnico, lá na frente no Brasileiro.

 

 

Anúncios