Gabriel Jesus espera convencer ‘palmeirense’ Neymar a um dia jogar no Palmeiras

Neymar relembra a infância de palmeirense na Academia de Futebol e tem conversa com Galiotte e Mattos - foto: site Palmeiras

Brasil x Chile, jogo da despedida das Eliminatórias da Copa 2018, passa por Gabriel Jesus. Há ingredientes de sobra a envolver o atacante e a partida desta terça-feira (10/10) no Allianz Parque.

Primeiro, vai atuar na sua casa, o estádio onde se projetou para Seleção Brasileira e o mundo. Segundo, seu último jogo no Palmeiras, quando já havia assinado com o Manchester City, se deu na arena. Terceiro, vai ficar frente a frente com Valdivia, um dos últimos ídolos do clube, hoje peça importante na seleção chilena. Quarto, pode fechar as Eliminatórias como artilheiro do time de Tite – tem cinco gols, ao lado de Paulinho, e um a menos que Neymar, o goleador máximo até aqui. Aliás, Neymar, evidente, ganha destaque na partida ao anunciar que na infância era palmeirense e tinha muitos ídolos como Marcos, Evair, Rivaldo e Alex.

Por tudo isso, Gabriel Jesus era um dos mais empolgados do grupo de jogadores da Seleção no treino desta tarde de domingo (8/10) na Academia de Futebol, CT do Palmeiras. Desde a chegada do ônibus da Seleção até a saída foi o mais ovacionado pelos torcedores aglomerados no portão de acesso do centro de treinamentos. Ali, o garoto comeu grama até conquistar seu espaço. Dos 23 selecionados de Tite, era o único a conhecer todas as dependências do complexo esportivo e se sentir à vontade.

Gabriel Jesus com a Seleção na casa do Palmeiras
Jesus espera convencer a um dia jogar no Palmeiras – foto: site Palmeiras

“É uma felicidade imensa poder retornar onde tudo começou, onde realizei meu sonho e criei uma história rápida com a ajuda dos companheiros que tive aqui. Eu sempre tive a felicidade de ter o carinho da torcida do Palmeiras, e isso nunca mudou. Sempre que encontro torcedores eles me tratam com carinho, fico feliz.”

Jesus não sabe, mas foi no Allianz Parque que Tite, ainda treinador do Corinthians, disse que o garoto estava pronto para ser um grande jogador. A revelação se deu após a vitória do Palmeiras por 1 a 0 no Brasileirão de 2016. Meses depois, Tite virou chefe da Seleção e na primeira convocação deu a camisa 9 a Gabriel Jesus, em prova de fogo contra o Equador, então líder das Eliminatórias, em Quito. O garoto, de 19 anos na época, entrou e meteu dois gols. Dava razão a Tite.

Em pouco tempo, o atacante bateu asas e se transferiu para o Manchester City a pedido do respeitado Pep Guardiola.

“Estou muito feliz com o que venho mostrando, mas sei que tenho que continuar trabalhando, correndo, mostrando que posso ser convocado. Vou continuar fazendo o que sempre fiz, seja no Manchester, seja na Seleção. Estou evoluindo não só como profissional, mas também a cabeça, a mente. Estou evoluindo mais do que no ano passado, com muitas experiências na Seleção e na Europa, isso está me fazendo bem”.

Gabriel Jesus se despede do Palmeiras

Na terça-feira, vai ter uma nova chance de escrever mais um capítulo dessa história ao pisar no gramado do Allianz Parque com a camisa da Seleção.

“É muito especial voltar ao Allianz. Foi pouco tempo, mas pareceu que foi muito, por tudo que vivi aqui no Palmeiras, felicidades e também tristezas que vieram como aprendizado. Aprendi muito aqui. Sempre falo do meu carinho, tenho gratidão por tudo que o Palmeiras me proporcionou. Quando eu pisar lá, vou lembrar daquele dia (despedida contra a Chapecoense, em 2016, quando deixou o campo chorando nos ombros de Fernando Prass após a conquista do Brasileirão)”.

E no jogo contra o Chile vai ter pela frente outro ídolo do Palmeiras, o chileno Valdivia, de pouca história na arena, mas de muita identidade com o clube. Antes de Jesus ser o xodó da torcida, o chileno era o mais badalado pelos palmeirenses.

“Joguei uma vez ao lado do Valdivia. O tempo que passei aqui com ele, me mostrou ser uma pessoa bacana, tranquila, um craque de bola. No jogo de terça, é ele defendendo o dele, e eu o meu”. O meia chileno disputou seis partidas na arena antes de deixar o Palmeiras em meados de 2015. Não fez nenhum gol e coleciona duas vitórias, três empates e uma derrota.

Seja qual for o resultado desse duelo particular entre os dois, Jesus vive a expectativa de fazer um grande jogo nesta despedida da Seleção em campos do Brasil – os próximos compromissos serão fora do País até o início do Mundial da Rússia – e consolidar de vez um lugar no grupo de Tite.

“A Copa do Mundo podia começar amanhã, a ansiedade é enorme. Eu sonho com a Copa do Mundo desde que coloquei na minha cabeça que gostaria de ser jogador de futebol. Vou brigar com lealdade para conseguir estar dentro do grupo da Seleção. É fazer por merecer e realizar um bom trabalho. A partir do momento que sair daqui, é focar no City para voltar a seleção”.

(texto publicado no CHUTEIRA FC – leia mais notícias e análises de futebol)

NEYMAR: “SERIA UM PRAZER JOGAR NO PALMEIRAS”

Gabriel Jesus também “apresentou” a Academia a Neymar, que desde sexta-feira tem usado as redes sociais para relembrar de sua infância de torcedor do Palmeiras.

“Nunca toquei no assunto com ele, mas eu sei, todos nós sabemos, que o Neymar já foi palmeirense. Qualquer dia vou conversar com ele sobre isso. Não sei se o Neymar estava com a camisa do Palmeiras, não vi. Se estava, fico muito feliz”, disse Gabriel Jesus.

Nem foi preciso conversar com o craque, Neymar mesmo abriu o jogo em entrevista à TV Palmeiras. Veja o que ele disse:

“Eu era palmeirense, desde pequeno gostava sempre de ver o Palmeiras. Não tenho muita história de torcedor com o Palmeiras porque eu era muito pequeno, mas meus ídolos eram Evair, Marcos, Rivaldo e Alex. Eu me espelhava e acabei virando palmeirense por causa deles. Olha, não sei (se vai jogar um dia pelo Palmeiras), ninguém sabe o dia de amanhã. Mas seria um grande prazer. Espero que sim (ter apoio dos palmeirenses no jogo contra o Chile), não só comigo, mas com todos os jogadores, porque a gente está representando a Seleção Brasileira, e não o clube. O clube fica do lado de fora, e espero que todo mundo torça muito pela Seleção.”

Anúncios