Corinthians e Palmeiras perto da vaga na final do Paulistão

Corinthians abre vantagem nas semifinais do Paulistão ao vencer o confronto diante do Santos por 2 a 1 em casa neste domingo (31/3). Não pela vitória em si, muito econômica por sinal, mas como ela se deu em Itaquera. Time de Carille controlou boa parte do clássico ao seu estilo – marcação forte, agressiva quando necessária, e um bom sistema ofensivo tendo Clayson como referência na destruição de barreiras impostas pelo Santos. Segurança em primeiro lugar e pressão intensa em cima das deficiências do adversário.

Corinthians mandou no jogo e o Santos aceitou.

“O resultado é mérito do rival. O Corinthians jogou como quis. O Corinthians prevaleceu. Não nos atacou, mas nos neutralizou. Isso nos incomodou e nós não tivemos resposta. Mérito do rival”, disse Jorge Sampaoli, técnico do Santos.

Fabio Carille, técnico do Corinthians, disse que a estratégia foi anular a eficiente troca de passes do Santos. “É um time perigoso. Um time que evita cruzamento na área, porque o seus atacantes não são de bola aérea. Temos que estar muito concentrados em cruzamento rápidos pelo chão ou passes para trás.”

É por isso que o Corinthians leva vantagem em cima do Santos no segundo jogo das semifinais, marcado para segunda-feira (08/4) no Pacaembu. Carille já tem a fórmula e entende que é só repetir a receita e aumentar a concentração, uma virtude de seu time nos clássicos.

E o Santos, segundo Sampaoli, tem de mudar de postura se quiser ficar com a vaga à final do Paulistão.

“Temos de pensar em atacar no segundo jogo, porque o Corinthians é um time que gosta de se defender, vamos ter que ser muito criativos na partida de volta. Hoje (domingo) nos vimos neutralizados e nisso vamos ter que trabalhar. Houve momentos em que Vagner Love e Clayson defendiam junto com os laterais. Contra um rival que se multiplica para marcar, nós temos que ter outras alternativas”.

Vantagem do Palmeiras

Palmeiras também tem vantagem contra o São Paulo, apesar do empate sem gols no primeiro clássico no Morumbi. A seu favor, o fato de jogar em casa no Allianz Parque onde o rival nunca venceu, desde a inauguração da arena. Pode chegar fortalecido ainda mais se conseguir bom resultado diante do San Lorenzo na Libertadores nesta terça-feria na Argentina. No caso de vitória, vai adiantar e muito a classificação à fase mata-mata do torneio internacional e chegar mais tranquilo no confronto com o Tricolor.

Problema mais grave que o time de Felipão pode enfrentar é a arbitragem. Se os jogadores entrarem no clássico sem se preocupar com os últimos acontecimentos e polêmicas envolvendo VAR e árbitros, time campeão brasileiro de 2018 tem tudo para se impor. No Allianz Palmeiras é mais intenso e vai obrigar os meninos do São Paulo a se defender como pode e diminuir o ímpeto do ataque.

A favor do São Paulo tem a estreia de Cuca no comando, um velho conhecido dos palmeirenses e que conhece como poucos todos bastidores de jogar um clássico no Allianz.

Veja fotos de Corinthians 2 x 1 Santos e São Paulo 0 x 0 Palmeiras na abertura das semifinais do Paulistão:

fotos: Alex Silva

(post publicado no Chuteira FC)