Ronaldo Fenômeno: ‘Se comeu carne folheada a ouro… não tem nada de errado’

Ronaldo condena discurso de ódio contra jogadores – foto: divulgação

Ronaldo Fenômeno volta a se incomodar com o que ele chama “discurso de ódio” ao comportamento dos jogadores da Seleção Brasileira.

Em entrevista ao podcast Podpah, segunda-feira (0512), o ex-jogador disse que atitude dos jogadores comendo carne folheada a ouro – custo de R$ 9 mil – “pode ser inspirador para outras pessoas”.

Ronaldo lembrou que a maioria dos jogadores é de origem humilde e se eles chegaram até aqui, podendo frequentar restaurantes famosos, é porque batalharam na vida. Isso serve de inspiração para muita gente, diz Ronaldo.

“A seleção brasileira e os jogadores de futebol têm uma responsabilidade tão grande de transmitir o bem, e as pessoas estão confundindo futebol com política, com discurso de ódio. As pessoas estão muito perdidas. Hoje você não vê a pessoa discutindo futebol, é só opinião, cagando regra, e o discurso de ódio é constante. Se comeu a carne folheada a ouro, problema do cara. […] Não tem nada de errado, inclusive pode ser inspirador para outras pessoas. Tem coisas que é melhor a gente ignorar completamente.”

A degustação da carne folhada de ouro se deu na Churrascaria Nusr-Et, do chef Salt Bae, conhecido nas redes sociais desde 2017 pela performance do garçom ao servir os pratos exóticos do restaurante.

Thiago Silva, durante coletiva de imprensa na véspera de Brasil e Coreia do Sul, disse que os jogadores estavam de folga, quando foram comer carne folheada a outro, e cada um tem liberdade para fazer o que bem entender.

Neymar não esteve no restaurante. Mesmo assim foi alvo de críticas por usar um relógio estimado em R$ 213 mil reais e brincos de diamante no estádio durante Brasil x Camarões. Machucado no tornozelo, o craque se acomodou no espaço destinado aos jogadores que não iriam participar do jogo.

Neymar exibe relógio no estádio de jogo Brasil x Camarões – foto: Twitter

Contra a Coreia do Sul, valendo vaga nas quartas de final da Copa, Neymar entrará em campo com novo visual: cabelos platinados – tingiu no domingo. E, claro, sem brincos e relógio.

Neymar pinta cabelo na volta à Seleção – foto: divulgação

Copa do Mundo, dizem os sábios do futebol, é para se concentrar apenas nos treinamentos, jogos, adversários e questões técnicas e táticas das partidas. Exibicionismo em dias de folgas durante o Mundial não contribui em nada. É como dar um chutão por cima das traves.


YouTube – Acompanhe cobertura jornalística da Seleção Brasileira e Qatar 2022 no canal Prósperi na Copa: https://www.youtube.com/@prosperinacopa