Cinco análises de futebol para você ler nesta segunda-feira (09/5) ao despertar

Entramos na semana do início do Campeonato Brasileiro com o fim dos Estaduais. Nesta segunda-feira, vale ainda um balanço dos campeões do domingo, os efeitos negativos e positivos nos clubes e como Santos e Audax vão se virar após a decisão do Paulistão-2016.

Gostaria de lembrar o caro e raro leitor deste blog que as “cinco análises para ler ao despertar” não terão uma periodicidade regular e as “cinco análises para ler antes de ir dormir” serão editadas nas noites em que não teremos jogos importantes, portanto às quartas, quintas, sábados e domingos o leitor pode ser “preservado”.

  1. CAMPEÃO MINEIRO
    América conquista o título mineiro em cima do Atlético no Independência ao empatar por 1 a 1, acaba com um jejum de 15 anos sem levantar a taça e consagra uma nova e diferenciada gestão no clube.

images-4Análise – Em Minas, a taça do América é um prêmio a um novo conceito de gestão de clubes de futebol. Não há figura de um presidente com poder máximo, nem aqueles vícios de conselhos lotados por dirigentes sem função. Quem toca o clube é um conselho gestor, que tem as finanças saneadas e um patrimônio de dar inveja aos grandes. O clube tem revelado bons jogadores e mantém o técnico Givanildo no comando há mais de um ano. E por isso é campeão com todos os méritos.

2. FUTURO DO SANTOS
Bicampeão paulista ao derrotar o Audax na Vila, o Santos prepara um pacote de contratações e ainda espera da CBF um acordo para não ficar sem seus principais jogadores a serviço da Seleção Brasileira em 9 rodadas do Brasileirão.

santos

Análise – Do pacote de reforços, a maioria é de jogadores de pouco nome no cenário nacional e internacional, como Rodrigo, do Campinense, Fabián Nogueira, do Banfield (ARG), Renan Montanha, do ABC de Natal, e mais outro argentino, o Emiliano Vecchio. Se confirmar a contratação de Yuri, volante de 21 anos do Audax, aí sim poderá comemorar. E o clube não pode mesmo perder no braço de ferro com a CBF.

3. AUDAX VIRA OESTE ?
Dirigentes do vice-campeão paulista e do Oeste, de Itápolis (SP), tentam um acordo para que o Audax possa disputar a Série B do Brasileirão 2016 na vaga do Oeste, um clube de recursos modestos. Por enquanto, o time de Osasco tem garantida a presença na Série D.

images-5Análise – Esse acordo pode tirar o Audax da penumbra, após a extraordinária campanha e exibições no Paulistão. Seria um jeito de o time de Fernando Diniz permanecer em evidência. Mas, em contrapartida, passaria a ser visto como um time de aluguel, como outros que tentaram essa fórmula e não vingaram no futebol paulista. Se o acordo for fechado, como Diniz vai remontar o carrossel com a saída da maioria dos jogadores que brilharam no Paulistão?

4. REIS DO RIO E DO SUL
Vasco e Internacional confirmaram a hegemonia nos campeonatos Carioca e Gaúcho. Comandado por Jorginho, que conquistou seu primeiro título como técnico no Brasil, o Vasco foi campeão em cima do Botafogo e não tomou conhecimento de Fla e Flu. O Inter levantou o hexa no Sul ao bater o Juventude, de Caxias.

images-6Análise – No ano passado, o Vasco dormiu em cima da conquista do Carioca e acabou sendo rebaixado no Brasileirão com quatro trocas de treinadores. Ser campeão no Rio nem sempre leva ao topo no campeonato nacional. O Inter também não fez nada de extraordinário, tendo em vista a irregularidade que o Grêmio tem apresentado nos últimos anos. No cenário nacional, o time de Argel tem capengado.

5. SEMANA DA LIBERTADORES
Enquanto 18 clubes se preparam para o início da Série A do Brasileirão 2016, São Paulo e Atlético-MG têm encontro marcado nesta quarta-feira na abertura das quartas de final da Copa Libertadores.

Análise – O São Paulo, eliminado nas quartas de final do Paulistão há 15 dias e depois de despachar o Toluca nas oitavas da Libertadores, teve uma semana cheia para se preparar. Vai ter o Morumbi lotado. São vantagens diante de um Atlético-MG, que preservou alguns titulares contra o América, mas se desgastou na decisão do Mineiro. Perdeu o título estadual e agora vai ter de se virar para não colher um resultado ruim no primeiro jogo contra o São Paulo.

 

 

Anúncios