Fenômeno Casemiro assombra Europa e Douglas ninguém quer nem de graça

casemiro_v1zss5e9k6o110udwyia54926080116-SOC-Barcelona-Douglas

Casemiro e Douglas deixaram o São Paulo em baixa. O volante foi emprestado ao Real Madrid em 2013 para jogar no time B do clube espanhol. O lateral saiu negociado com o Barcelona por R$ 14,5 milhões. Na época das transações, torcedores do Tricolor não reclamaram. A maioria aprovou a saída dos dois. Hoje, o Real não admite perder Casemiro por nada nesse mundo e o Barcelona não consegue se livrar de Douglas e admite até bancar seus salários em outro clube.

O caso de Casemiro é curioso. Revelado na base do São Paulo, viveu maus bocados no clube quando chegou ao time de cima. Não raro era acusado de baladeiro e descompromissado. Não teria futuro. Quando o Real Madrid apareceu, dirigentes não pensaram duas vezes para negociar o garoto por empréstimo.

No Madrid, Casemiro jogou 26 partidas no time A até ser cedido ao Porto em julho de 2014. Amassou barro no clube português, chegou na Seleção Brasileira e foi recomprado pelos espanhóis por 7,5 milhões de euros (R$ 27,1 milhões). Depois de passar pelo crivo de José Mourinho, Rafa Benitez e Carlo Ancelotti, ganhou a confiança de Zinedine Zidane e se tornou unanimidade no Real.

300_c1ed3801-6df5-3f9e-a028-81ae1e2d0265Zidane escalou Casemiro como um cão de guarda a dar suporte a Toni Kross e Modric. Bom marcador, de passes curtos e sem enfeitar o pavão, o ex-volante se reinventou. Virou jogador incontestável da Seleção Brasileira, depois de emplacar boa temporada no Real campeão da Liga dos Campeões em 2015/2016.

Casemiro é cobiçado por clubes ingleses dispostos a desembolsar até 50 milhões de euros (R$ 145 milhões). Real Madrid diz que não vende nem pela multa contratual, estimada em, acredite, 200 milhões de euros (R$ 725 milhões).

A situação de Douglas é oposta a de Casemiro. Quando o Barcelona fechou negócio, torcedores do São Paulo soltaram foguetes. O lateral não repetiu no Tricolor o bom futebol dos seus tempos de Goiás. Atuou até na ponta-direita quando o técnico era Ney Franco. Com a chegada de Muricy Ramalho perdeu espaço.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No Barcelona não convenceu Luiz Henrique. Não emplacou uma dezena de jogos no clube espanhol. Está muito próximo de ser emprestado de graça ao Sporting Gijón com o Barça bancando os salários.

Douglas recusou recente proposta do Cruzeiro. Diz que sua preferência é permanecer na Europa, mesmo em baixa e fora do poderoso Barcelona.

Torcedores do São Paulo, a se medir o termômetro das redes sociais, veneram Casemiro como se fosse um dos maiores ídolos que já pisaram no Morumbi. E pouca importância dão ao destino de Douglas.

Neste time atual do Tricolor, os dois teriam cadeira cativa, fácil.

Anúncios