Corinthians abafa crise e empurra Internacional ao fundo do fosso

rib1659-1

Corinthians se reconcilia com sua gente ao se impor diante do invertebrado Internacional. A vitória por 1 a 0 serve como antídoto contra a crise e, sob olhar da torcida com sede de vingança, ajuda a destroçar ainda mais o time gaúcho – um gigante encomendado à Série B de 2017 com todas as honras. Marlone, autor do gol e candidato ao Gol Puskas (o mais bonito do ano), simboliza a noite perfeita desta segunda-feira ao Alvinegro.

Derrotar o Inter era uma exigência da torcida corintiana, desenganada até aqui com a péssima temporada do time. Havia no ar do Itaquerão aquele sentimento de revolta contra os gaúchos por enroscos entre os dois clubes há quase uma década de rivalidade. Vencer e jogar o inimigo no fosso, uma obrigação.

No primeiro tempo, o Corinthians não fez desse sentimento da torcida a sua norma. Viveu momentos de incerteza, como em outras jornadas. Uendel, na função de volante, não conseguia se encaixar com Cristian. Havia ansiedade, velocidade excessiva e nenhuma sintonia. O Inter, grogue com a campanha ridícula, também não tinha propostas.

No segundo tempo, o time de Oswaldo de Oliveira se viu obrigado a dar uma resposta aos pedidos de seus torcedores. As peças se encaixaram. Uendel entendeu qual era sua função – sair pelo setor esquerdo em sintonia com Arana e, principalmente, Marlone. Mais encorpado e com a cabeça voltada apenas a vencer, amassou o Inter.

Cabe aqui um parêntese. O time gaúcho não é um time. É um amontoado de jogadores desesperados, sem saber que rumo seguir e muito menos onde quer chegar. Sem sincronia, sem norte, mesmo na estreia do seu quarto treinador na temporada, o Lisca Doido – foram demitidos pelos dirigentes os técnicos Argel Fucks, Falcão e Celso Roth -, não fez costas no goleiro Walter.

Aliás, não fosse Danilo Fernandes ter feito alguns milagres, a vitória teria sido com mais folga.

Com mais três pontos, o Corinthians continua na briga por vaga na Copa Libertadores. Deve decidir sua sorte contra o Atlético-PR, concorrente direto, na penúltima rodada. Chega fortalecido ao vencer o Inter e colaborar com a derrocada do time gaúcho.

Quanto ao Inter, dono de míseros 39 pontos na 17.ª colocação, a hora é de rezar a São Expedito. Sua causa está perdida e o farol indica a Série B do Brasileirão.

FICHA DO JOGO

Corinthians 1 x 0 Internacional

Gol: Marlone, aos 9 minutos do segundo tempo

Corinthians: Walter; Fagner, Vilson, Balbuena e Guilherme Arana; Cristian (Jean), Marquinhos Gabriel, Uendel, Camacho (Marciel) e Marlone (Léo Jaba); Romero. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Internacional: Danilo Fernandes; William, Ernando, Paulão e Geferson; Dourado, Anselmo, Anderson e Eduardo Sasha (Nico López); Vitinho (Seijas) e Aylon (Valdivia). Técnico: Lisca

Público: 19.769 presentes
Renda: R$ 907.361,50
Juiz: Rodolpho Toski Marques (PR)
Cartões amarelos: Marlone, Marciel, Ernando e Anselmo
Local: Itaquerão

Anúncios