Palmeiras investe bem e prepara salto maior

Vitória dos reservas do Palmeiras em cima dos reservas do Grêmio neste sábado (01/7) abre boas perspectivas ao clube que mais investe em contratações na temporada 2017 do futebol brasileiro. Gasta com reforços e colhe resultados em campo.

Evidente que não é uma questão de matemática, nem uma equação simples. Trata-se de investir bem em jogadores com capacidade de alavancar o time. Também não é o caso de enfiar moeda na máquina, puxar a manivela e esperar a engrenagem despejar uma enormidade de pontos na tabela.

É preciso tempo, cuidado e dedicação para encaixar os jogadores e construir um time sólido, seja o principal ou o alternativo.

Do que se viu no Pacaembu diante do Grêmio, não é difícil perceber que Cuca encontrou o caminho. A zaga com Luan e Juninho – os dois com menos de 24 anos – , por exemplo, pode suprir bem ausência de Mina e Edu Dracena.

Não é muito diferente de Bruno Henrique, volante que estreou nessa partida com muita eficiência e precisão nos passes. Uma opção a Thiago Santos e Felipe Melo.

A boa sintonia entre Zé Roberto, deslocado para a função de meia – na lateral-esquerda, não dá mais –, e Michel Bastos também é outra boa alternativa à disposição de Cuca. E com jeito e cuidado, não vai ser difícil lapidar o jovem Raphael Veiga.

Tudo isso para dizer que o Palmeiras gasta como Real Madrid e grandes da Europa, evidente que sem comparar os valores, e se fortalece como era de se esperar. Subir na tabela e brigar por títulos é questão de tempo e de ajustes.

Se confirmar a contratação de Diego Souza até segunda-feira, como a informação corre nos bastidores do clube, pode virar uma covardia com a concorrência. A conferir.

 

Anúncios