coluna do prósperi: O Mundo Gabigol

foto: reprodução Instagram

Gabigol está livre de tudo. Tem liberdade quase irrestrita a ocupar todos os palmos do campo, da linha divisória à grande área. Parece que alforria vem de uma concessão do português Paulo Souza, demitido em junho, e continua sob as ordens de Dorival Júnior. Leve e solto, Gabigol cria seu próprio mundo nesse latifúndio do gramado. Até por isso, se imagina absoluto na relva. Tão absoluto que se acha no direito de esculhambar árbitros, se indispor com adversários – às vezes com leves pontapés e sopapos –, perder gols às pencas, culpar a grama. Aos sucessivos equívocos com a bola, encara os súditos das arquibancadas como se perguntando: “Vocês viram o que estão fazendo comigo?”