Adenor está em paz, Neymar volta a jogar

Tite entra sereno na sala de entrevistas da Fifa nesta tarde quente de domingo (04/12) em Doha. Na plateia cerca de 400 jornalistas, entre brasileiros e estrangeiros, aguardam suas respostas. Não parece preocupado, como estava após a derrota diante de Camarões na sexta-feira e os cortes de Gabriel Jesus e Alex Telles no sábado.

Tite você está tenso ou confiante na véspera de o Brasil enfrentar a Coreia do Sul no mata-mata da Copa? A pergunta é deste repórter do Prósperi News.

“Estou em paz em função de saber que estamos preparados para a sequência. Quem (jogador) ficou fora está mais descansado para o jogo. Quem jogou e jogou bem está mais confiante. Quem jogou e não jogou bem, vai ter a oportunidade melhorar e preparar. Nós, da comissão, temos mais um recorte em cima de cada atleta, mesmo em cima de uma difícil derrota”.

A paz que Tite garante sentir não é apenas um estado de espírito. A paz tem nome: Neymar.

Ao anunciar a volta do jogador, após quase 10 dias de incertezas e pavor de perder o craque por lesão, seu sorriso toma conta de sua face.

“Em relação ao Neymar, ele vai treinar hoje de tarde, treinando, estará, sim, no jogo. Ela passa por um treinamento específico para eu não antecipar nenhuma situação. Eu não passo informação que não seja verdadeira. Ao longo da minha carreira sempre tive a credibilidade. Ele vai treinar. Estando bem, vai para o jogo. Os outros dez eu não escalo”, respondeu arregalando sua felicidade.

Também pudera, com Neymar a Seleção Brasileira pode ter outro comportamento. Resgatar a confiança do início da Copa, assim espera o treinador. Tite observa jogos dos concorrente, vê Messi e Mbappé decidindo jogos, como Neymar ainda pode decidir. Daí esbanjar confiança.

Único momento a tirar um pouco da paz de Tite vem de uma pergunta a respeito de Gabriel Jesus. Uma repórter conta que no Arsenal, clube de Jesus, havia desconfiança de que ele se apresentou à Seleção com um incômodo no joelho direito e mesmo assim a comissão técnica do Brasil convocou o atacante. Por que?

Mentira. Em nenhum momento aqui na seleção pagamos o preço de vitória por saúde do atleta. Esse mentiroso, os haters, né? Que ficam espalhando. Vai cuidar de outra coisa, deixa de plantar mentira. O Arsenal tem um departamento médico, nós temos um departamento médico, ética profissional, e nunca ia acontecer desta forma”, disse Tite, rosto franzido de raiva com a insinuação a respeito de Gabriel Jesus.

Passado esse momento de fúria, Adenor Bachi, o técnico do Brasil, brincou com jornalistas e foi treinar a Seleção. Neymar treinou. Vai para o jogo. A paz está com Adenor.


YouTube – Acompanhe cobertura jornalística da Seleção Brasileira e Qatar 2022 no canal Prósperi na Copa: https://www.youtube.com/@prosperinacopa