Palmeiras é bi da Copinha e fábrica de fazer dinheiro

Patrick Silva, autor do gol do título da Copinha Patrick Silva leva Palmeiras ao bi da Copinha - foto: Ag Palmeiras

Patrick Roberto da Silva Campos, nascido em Juiz de Fora (MG), tem 18 anos. É dele o gol do título do Palmeiras no bi da Copinha (Copa São Paulo de Juniores). O jovem volante de 1m82 sai do campo chorando no Canindé, estádio da Portuguesa, nesse 25 de janeiro 2023 – dia dos 469 anos da cidade de São Paulo. “É o dia mais feliz da minha vida”, disse Patrick Silva, como é conhecido no mundo da bola, após vitória por 2 a 1 contra América-MG.

Patrick Silva certamente terá ainda muitos “dias mais felizes de sua vida” no futebol. O garoto é jogador das categorias de base do Palmeiras. E isso diz muito.

No 25 de janeiro de 2022, Endrick também saiu de campo no Allianz Parque vivendo um dia dos mais felizes de sua vida. Acabava de ser campeão da mesma Copinha, até então um título inédito na história centenária do Palmeiras. Estava com 15 anos de idade.

Endrick completou 16 anos em julho de 2022 e no fim do ano era vendido ao Real Madrid por R$ 410 milhões.

Revelado na base do Palmeiras, Endrick é um dos potes de ouro do clube. Endrick, Wesley, Gabriel Veron, Danilo, Patrick de Paula, entre outros, já renderam perto de R$ 700 milhões em transferências a outros clubes, entre 2021 e nesse início de 2023.

Evidente que toda essa dinheirama não entra de uma só vez nos cofres do Palestra. É dinheiro parcelado e com algumas variantes, mas contabilizado no caixa.

Uma contrapartida ao investimento que o Palmeiras faz na base – algo perto de R$ 150 milhões nos últimos cinco anos – na formação de jogadores.

Investimento de retorno garantido em conquistas esportivas, como o bi da Copinha São Paulo em 2023 e os principais títulos nacionais nas categorias Sub-17 e Sub-20 em 2022, e nas finanças do clube.

Palmeiras se transforma assim em uma máquina de levantar taças de campeão na base e uma verdadeira casa da moeda a despejar dinheiro no clube.

Patrick Silva, muito provável, não vai dar ao Palmeiras o mesmo dinheiro que Endrick rendeu. Por enquanto, o herói da Copinha 2023 faz parte dessa imensa roda gigante a levar os meninos lá no alto e, na descida, entregar uma cesta cheia de dinheiro aos dirigentes.


São Paulo 25 janeiro 2023. Por Luiz Antônio Prósperi