São Paulo demite Ricardo Gomes e abre as portas a Rogerio Ceni

 

rogerio_ceni_sao_paulo-284752-511562fbca901São Paulo demitiu Ricardo Gomes nesta quarta-feira quando teve certeza de que o time não seria rebaixado à Série B. A matemática dos pontos fechou com a derrota do Inter ao Corinthians – clube gaúcho pode alcançar no máximo 45 pontos nas duas últimas rodadas, São Paulo já tem 46. Livre da degola, Tricolor despachou o treinador e cresce os olhos ao ídolo Ceni.
O ex-goleiro já se ofereceu ao seu clube. Mais que isso, deixa claro na mídia e gente influente na diretoria de que está pronto para ser técnico. Tem como base seu profundo conhecimento do futebol e efêmeros estágios nos últimos seis meses em clubes europeus. É pouco diante do tamanho da exigência do São Paulo.

Se optar por Ceni, o Tricolor vai ficar refém do seu eterno ídolo. Não vai ter estômago para trocar o treinador como, por exemplo, o Inter fez com Falcão

Rogerio Ceni também vai ficar pendurado no São Paulo e pode pagar pelo noviciado.

Dentro do clube, Ceni não é uma unanimidade. Há quem defenda a chegada de um técnico cascudo para limpar o terreno e fincar as bases de um time campeão. Neste caso, aparece forte o nome de Vanderlei Luxemburgo.

Marco Aurélio Cunha defende Luxemburgo com quem trabalhou no Bragantino, Santos e Seleção Brasileira. Se Cunha continuar forte no futebol do São Paulo, a via Luxemburgo está pavimentada. Mesmo com a enorme rejeição que o treinador tem no Tricolor. A conferir.

Anúncios