Corinthians não encontra sucessor de Tite no mercado. E o Dunga?

Inter - Chievo Verona
Sylvinho diz que não troca a Europa pelo Corinthians

Corinthians sofre com a saída repentina de Tite, convocado a servir a Seleção Brasileira. Como se um furacão varresse o clube em menos de uma semana. Sem o seu mentor, a situação se agravou com a falta de opções no mercado de técnicos.

Tudo aconteceu muito rápido. O Brasil foi eliminado pelo Peru na Copa América Centenário no domingo (12/6), mesmo dia da derrota do Corinthians no clássico contra o Palmeiras. Dunga foi demitido na terça-feira (14/6) e naquela noite Tite foi convocado para uma reunião na CBF com o presidente Marco Polo Del Nero. Na quarta-feira, o presidente Roberto Andrade anunciou a saída de Tite do Corinthians.

Dali para frente, a situação no clube ficou ainda mais crítica e pode complicar com a pressa por parte do presidente Roberto Andrade em definir de imediato o sucessor de Tite. Disse o dirigente que gostaria de contratar um treinador para dirigir o time neste domingo contra o Botafogo no Itaquerão. Não vai dar tempo.

O presidente sentiu o golpe e a derrota diante do Fluminense, na quinta-feira (16/6), escancarou a necessidade de contratar um técnico com urgência.

SEM OPÇÃO NO MERCADO

Andrade correu atrás de treinadores empregados. Procurou Roger, do Grêmio, acenou a Eduardo Baptista, da Ponte Preta, e Fernando Diniz, do Audax agora com a camisa do Oeste, e consultou Sylivinho, cria da casa e cursando no futebol europeu. Todos teriam recusado ao convite.

Oswaldo de Oliveira, no fio da navalha no comando do Sport, é cogitado. Tem aprovação total de Andrade, mas é nome com muita rejeição da torcida. Poder ser uma saída.

O mesmo se pode dizer de Abel Braga, por causa de um churrasco comemorativo à queda do Corinthians à segunda divisão há alguns anos. Abelão, dizem no Rio, acertou com o Flamengo. A conferir.

A dupla Jorginho e Zinho, em alta no futebol brasileiro, renovou há pouco com o Vasco.

Dos desempregados, nenhum deles tem boa aceitação no comando do Corinthians. Veja os nomes da turma na fila em busca de uma nova oportunidade.

Mano Menezes
Voltou demitido da China. Tem passagem vitoriosa pelo clube e uma raivosa rejeição do presidente Roberto Andrade – Sem chance.

Vanderlei Luxemburgo
Ainda está na China acertando a rescisão de seu contrato depois da demissão. Não tem a preferência no clube e vive um momento de baixa na carreira. Bom lembrar que em 2001, quando caiu na Seleção Brasileira e estava no fundo do poço, o Corinthians abriu as portas novamente para a Luxemburgo – Seria zebra.

Paulo Roberto Falcão
Demitido do Sport, mesmo com uma boa campanha. Tem peso, mas não é um perfil que a cúpula corintiana gostaria de ver no lugar de Tite. Pode ser uma saída para um trabalho a longo prazo – Não deve ser descartado.

Diego Aguirre
Vem de um fracasso no comando do Atlético-MG. Treinadores estrangeiros não costumam vingar no Corinthians. A chegada do uruguaio teria muita rejeição interna e na torcida- Muito difícil.

Sem nenhuma chance
Nomes como Gilson Kleina, Alexandre Gallo, Celso Roth, Emerson Leão, Parreira… não foram cogitados.

dunga-01-08-2014

E o Dunga?
É o azarão nessa corrida do Corinthians. Embora ele tenha demonstrado enorme conhecimento do time paulista. Nas últimas convocações da Seleção, ja chamou Cassio, Elias, Felipe, Renato Augusto, Gil…e relacionou Fagner na lista pré-Copa América Centenário.

Anúncios