Sevilla pulveriza o Liverpool e ingleses se derretem em lágrimas

"Liverpool v Sevilla - UEFA Europa League Final"
Sevilla levanta taça da Uefa Europa League – fotos: Getty Images

Lágrimas nos olhos dos ingleses marcaram a queda do Liverpool na final da Uefa Europa League diante do Sevilla nesta quarta-feira na Suíça. Era o fim de uma temporada especial ao time ao técnico alemão Jurgen Klopp, embalado por jornadas memoráveis e empurrado por uma torcida ímpar. Sem o título, o Liverpool não vai disputar a Champions League de 2016/2017. E Klopp terá de reinventar o time inglês

O Sevilla, que não tinha nada com isso, venceu o jogo de virada e garantiu o inédito tri (2013/14, 2014/15 e 2015/16) e o quinto título dessa competição, a segunda mais importante do futebol europeu.

A vitória dos espanhóis na Basileia pode ser considerada como épica. O time saiu atrás ao levar um belo gol de Sturrigde, aos 35 minutos do primeiro tempo. Nas arquibancadas, eram 15 mil ingleses contra apenas 6 mil torcedores do Sevilla. Uma atmosfera positiva ao Liverpool.

2366371_w5Chegou o segundo tempo, e o time do eficiente treinador Unai Emery passou como um Tsunami para cima da equipe de Klopp. Com 18 segundos, o lateral brasileiro Mariano deu uma caneta em Moreno e serviu para Gameiro empatar. Mais 15 minutos e Coke fez 2 a 1 e com mais cinco, Coke apareceu de novo e fez 3 a 1. O Liverpool estava pulverizado.

A grande interrogação é o que se passou nos vestiários do Liverpool no intervalo do jogo. O time vencia por 1 a 0. Tinha a maioria do estádio a seu favor, vinha de vitórias arrebatadoras e, apesar da juventude do time, mostrava autoridade.

Esse mudança de comportamento, após os 15 minutos descanso, permitindo a virada do Sevilla, vai merecer um olhar atento da imprensa inglesa nos próximos dias.

No jogo, Klopp ainda tentou algumas extravagâncias na reorganização do time trocando o zagueiro Toure pelo atacante Benteke ao sofrer o terceiro gol. Pediu clamor das arquibancadas, mas desta vez não funcionou. Aquela virada extraordinária nas quartas de final contra o Borussia Dortmund, quando perdia também por 3 a 1 e chegou aos 4 a 3, não se repetiria.

2366364_w5Do outro lado, o muito bem organizado Sevilla não deu chance ao Liverpool e conduziu o jogo até o final sem levar nenhum susto. Campeão com méritos.

A conquista do Sevilla faz a Espanha fincar sua bandeira como a dona do futebol europeu na temporada 2015/2016, uma vez que a final da Champions League, dia 28 em Milão, será entre os espanhóis Real Madrid e Atlético de Madrid.

CixDXi5WEAEGZiQ

Anúncios