Veja como os clubes ingleses nadam no dinheiro da televisão

images-1Campeão da Premier League, o Leicester ficou em quinto lugar na distribuição das cotas de transmissão da televisão do Campeonato Inglês. O time sensação da temporada teve direito a 122 milhões de euros, cerca de R$ 482,5 milhões. Vice-campeão, o Arsenal foi o clube que mais arrecadou, alcançando 130 milhões de euros (R$ 514,1 milhões).

Na divisão do bolo da receita da TV, o Leicester ficou atrás ainda do  Manchester City (127 milhões de euros),  Manchester United (126 milhões de euros) e do Tottenham (125 milhões). Detalhe, o Aston Villa, último colocado na Premier League e rebaixado à Championship (Segunda Divisão da Inglaterra), receberá de 87 milhões de euros.

A distribuição inclui os ingressos de dinheiro que todos os clubes geraram com a venta centralizada dos direitos de transmissão junto a outros direitos comercias.

Veja como são divididos os direitos da TV:

1) 50% pela transmissão no Reino Unido (igual para todos os clubes): 28,7 milhões de euros.

2) 25% pela posição na tabela de classificação de cada time.

3) 25% pelo número de jogos de cada time transmitidos no Reino Unido.

No Brasileirão, a TV Globo, dona dos direitos de transmissão do campeonato, negocia diretamente com cada clube e as cotas não têm uma divisão equilibrada. A emissora já investe cerca de R$ 1,1 bilhão, entre 2016 a 2018.

E a CBF paga um total de prêmios de algo em torno de R$ 38,2 milhões ao clubes.

Veja quadro (em inglês) da distribuição do dinheiro (em libras) da Premier League:

ingresos_premier

Anúncios