São Paulo sofre derrota com erro de juiz e promete cobrar a CBF

9261_crop_galeria-1
São Paulo promete ir à CBF nesta segunda-feira para protestar contra arbitragem, em especial de Vinicius Furlan, apitador na derrota por 1 a 0 diante da Ponte Preta neste domingo (03/7) em Campinas. A reclamação tem sentido. O árbitro foi o nome do jogo com seus equívocos e decisões sem fundamento.

A bronca do São Paulo contra o juiz remete à expulsão do lateral Matheus Reis, aos 8 minutos do primeiro jogo. O garoto havia feito uma falta dura em Matheus Jesus, meia da Ponte, e advertido com cartão amarelo. O jogo foi reiniciado com cobrança de falta.

Inconformado, Eduardo Baptista, treinador do time campineiro, chamou Furlan para ver o estrago na canela de Jesus. Furlan interrompeu o jogo, foi até a beira do campo, deu uma olhada na perna do jogador e correu em direção a Matheus Reis e o expulsou. Ninguém em campo entendeu nada. Eduardo Bauza, indignado, invadiu o campo e também foi expulso.

Na sequência da expulsão, a Ponte saía para o jogo e Matheus Jesus acertou uma cotovelada, não muito forte em Centurión, mas Furlan advertiu apenas com amarelo.

Atitude ridícula do árbitro paulista desmobilizou o São Paulo, com pelo menos nove reservas – titulares foram preservados para o jogo desta quarta-feira contra o Atlético Nacional – no time.

cdg20160703041

Com um a menos, suportou a Ponte no primeiro tempo. No segundo, depois de uma defesa estranha de Denis, levou o gol de Clayson, aos 11, e não teve forças para reagir. A derrota, pelas circunstâncias, não deve trazer problemas ao São Paulo, de olho nas semifinais da Copa Libertadores.

Quem deve dar explicações é a CBF, responsável pelo Brasileirão e arbitragem. Os juízes têm errado feio, mas não são punidos pelos prejuízos aos clubes, apenas são afastados por uma ou duas rodadas.

FICHA DO JOGO

Ponte Preta 1 x 0 São Paulo
Gol: Clayson, aos 11 minutos do segundo tempo

Ponte Preta: João Carlos; Jeferson, Fábio Ferreira, Douglas Giolli e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior (Thiago Galhardo), Matheus Jesus (Ravanelli) e Clayson, William Potter e Wellington Paulista. Técnico: Eduardo Baptista

São Paulo: Denis; Caramelo (Calleri), Lugano, Lyanco e Matheus Reis; Artur, Wesley e Cueva; Centurión (Ytalo), Luiz Araújo (Carlinhos) e Alan Kardec. Técnico: Edgardo Bazuca

Juiz: Vinicius Furlan
Cartões amarelos: 
Matheus Jesus, Renê Júnior e Fábio Ferreira e Ytalo
Cartão vermelho: Matheus Reis
Renda: R$ 116.870,00
Público: 5.551 pagantes
Local: Moisés Lucarelli
Anúncios