Santos se vira sem meio time diante do Flamengo e saboreia liderança do Brasileiro

20160803232909580_3

Santos se vira sem meio time e assume a liderança do Campeonato Brasileiro, mesmo que por um dia, após dez anos longe do topo da tabela. Alcançou essa proeza ao empatar por 0 x 0 com o Flamengo, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Se Palmeiras ou Grêmio vencerem seus jogos nesta quinta-feira, o time santista descerá do primeiro lugar do pódio.

Difícil entender como o Santos sustenta essa boa posição na tabela com tantos desfalques no seu time. A Seleção Olímpica é responsável por três ausências – Zeca, Thiago Maia e Gabigol. Mais dois estão machucados – Lucas Lima e Ricardo Oliveira. Sem esses alicerces, a casa continua de pé.

Contra o Flamengo, esse remendado time santista se segurou na base da disposição. Em boa parte do jogo sofreu pressão da equipe carioca. Goleiro Vanderlei evitou o pior em pelo menos duas intervenções

Bem diferente do que havia mostrado na vitória na Vila contra o Cruzeiro, no último domingo, a troca de posições entre meias e laterais não deu resultado na Arena Pantanal. E facilitaram as investidas do Flamengo, que teve boas chances de chegar ao gol, mas esbarrou na ineficiência de seus atacantes.

Nos acréscimos do segundo tempo, o time carioca reclamou com razão de um pênalti cometido por Caju, ao interceptar com o braço chute a gol de Arão, ignorado pelo árbitro. Lance capital do jogo.

Sorte do Santos que o juiz não pensou assim. Com o pênalti não dado, garantiu o empate e a liderança do Brasileirão. Mesmo que efêmero, o primeiro lugar tem peso. Ainda mais quando não se chegava ao topo há dez anos.


FICHA DO JOGO

Santos 0 x 0 Flamengo

Santos:
 Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini, Jean Mota (Joel), Vitor Bueno (Yuri) e Copete; Rodrigão (Elano). Técnico: Dorival Júnior

Flamengo
: Alex Muralha; Pará, Réver (Dlonatti), Rafael Vaz e Chiquinho; Márcio Araújo, Willian Arão, Marcelo Cirino (Fernandinho) e Alan Patrick (Mancuello); Everton (Adryan) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo

Juiz:
Dewson Freitas
Cartões amarelos: Caju, Luiz Henrique, Everton e Rafael Vaz
Renda: R$ 1.748.455,00
Público: 21.799 pagantes
Local: Arena Pantanal
Anúncios