Santos inibe Robinho e atropela Atlético-MG, concorrente ao título

ricardo-oliveira-santos-lider-18-rodada

Santos teve duas vitórias importantes na Vila Belmiro neste domingo. A primeira foi inibir Robinho, principal articulador do Atlético-MG. A segunda, os três pontos em cima de um concorrente direto na briga pela taça do Brasileirão. Venceu por 3 a 0, com direito a dois gols de Ricardo Oliveira, e continua no topo da tabela neste início de segundo turno do campeonato.

Desconstruir Robinho ficou a cargo da torcida, ainda inconformada ao ver o ídolo assinar com o clube mineiro após rápida passagem pela China. Santistas imaginam ter direitos adquiridos sobre o atacante pelo seu passado e origem.

O jogador não pensa assim. Procurou outra freguesia onde pudesse receber o salário que ele acha justo faturar. E, neste caso, não seria na Vila. Com a camisa do Galo, tem jogado bem. Mas na hora de enfrentar a velha camisa, sucumbiu e levou seu time junto.

ANÁLISE DO JOGO

Santos fez bem seu papel de mandante no primeiro tempo. Saiu forte nos minutos iniciais, obrigou Victor a duas defesas importantes e chegou ao gol, aos 12, com Gustavo Henrique.

Irreconhecível, o Atlético-MG em nada lembrava aquele time demolidor com cinco vitórias consecutivas. Sucumbiu à boa marcação santista e não deu velocidade ao seu jogo em busca do gol com o tridente Robinho, Lucas Pratto e Fred.

Neste contexto, cabe ressaltar a inexistência de Robinho nos 45 minutos. Alvo da ira e pressão da torcida santista, Robinho não emendou duas boas jogadas. Mesmo sem sofrer uma marcação mais apertada, se mostrou encabulado. Era como se não quisesse estar ali onde nasceu para o futebol.

Sem ação de seu principal articulador, o ataque atleticano não apareceu. Prato ainda buscou o jogo. Mas, Fred ficou quase invisível entre os zagueiros Gustavo Henrique e Luiz Felipe.

Bom para o Santos. Sem ter de sofrer na defesa, teve tempo e precisão na construção de dois contra-ataques, que poderiam ter sido letais não fosse as pernas pesadas de Ricardo Oliveira. Nas duas vezes saiu na frente de Leo Silva e, na hora de carimbar o gol, foi vencido pela fadiga.

956x536+4+4

Gols perdidos fecharam a conta da vitória parcial santista por apenas 1 a 0.

No segundo tempo, o Atlético tratou de correr atrás do prejuízo. Com apenas 8 minutos, havia obrigado o goleiro Vladimir a operar dois milagres em chute de Fred e cabeçada de Robinho.

Tamanha sanha ofensiva era efeito da marcação pressão do time de Minas a inibir a saída organizada do Santos. Sem muito o que fazer, o dono da casa adotou o contra-ataque como solução de seus problemas.

De uma investida num contra-golpe, nasceu o escanteio batido por Vitor Bueno na medida para Ricardo Oliveira marcar o segundo gol, aos 24.

Este gol transformou o jogo. Faltas se repetiram uma atrás da outra. Não havia mais disposição para se jogar bola. Cenário crispado e futebol pobre.

robinho

E Robinho? Disperso, se escondeu na ponta-esquerda até ser substituído aos 39 minutos sob estrondosa vaia. Jogador de alta quilometragem como ele, não se sentiu à vontade na casa em que morou. Ambiente de muitas alegrias, agora era uma mansão de hostilidade.

Bom para o Santos, sobrevivente de desfalques importantes e, neste momento, imbatível na sua fortaleza. No último minuto, chegou ao terceiro gol, de novo com Ricardo Oliveira e de novo no contra-ataque. Vitória contra um concorrente direto na corrida pela taça. Em campeonatos de pontos corridos, três pontos em casa têm o peso de uma medalha de ouro.

FICHA DO JOGO

Santos 3 x 0 Atlético-MG

Gols: Gustavo Henrique, aos 12 minutos do primeiro tempo; Ricardo Oliveira, aos 24 e 48 do segundo tempo.

Santos: Vladimir, Vitor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato (David Braz), Leo Citadini (Rafael Louguine) e Jean Mota (Yuri); Copete, Ricardo Oliveira e Vitor Bueno. Técnico: Dorival Júnior

Atlético-MG: Victor, Carlos César, Leo Silva, Erazo e Fabio Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Maicosuel (Carlos); Robinho (Clayton), Fred (Otero) e Lucas Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira.

Juiz:
Cartões amarelos: Luiz Felipe, Fred, Vitor Ferraz, Victor, Gustavo Henrique, Rafael Carioca, Fabio Santos, Yuri.
Local: Vila Belmiro

Anúncios