Reservas do Palmeiras sofrem derrota na Copa do Brasil e tiram sono de Cuca

elv20160921023

Reservas do Palmeiras deixaram Cuca preocupado com a derrota por 1 a 0 para o Botafogo da Paraíba. Não pelo resultado em si, até porque a classificação às quartas de final da Copa do Brasil está garantida. A dor de cabeça do treinador se deve ao baixo desempenho de alguns jogadores que poderiam brigar por espaço entre os titulares. Atuação deles foi de doer. Sobrou indolência, faltou respeito aos torcedores. 

O time de Cuca levou primeiro tempo em ritmo de treino. Esforço mínimo. Acomodado na enorme vantagem dos 3 a 0 no jogo de ida, atuou com sofreguidão. Exceção a Rafael Marques e Zé Roberto, ligados desde o início, o resto cumpriu apenas com a obrigação e a maioria tirou nota baixa. Fabiano, lateral-direito envolvido na troca com o Cruzeiro por Lucas e Robinho, foi um deles. Errou quase tudo a que se propôs fazer.

Barrios, Allione e Cleiton Xavier, em especial, também mereceram uma avaliação ruim. Não produziram nada de interessante e deixaram ainda mais claro a situação de reservas no time de Cuca. Em alguns momentos da partida foram dominados pelo descaso. Devem ter perdido pontos preciosos com o treinador.

Gabriel e Arouca, pilares do time na campanha de 2015 antes de sofrerem lesões, também não convenceram neste jogo em João Pessoa. Gabriel abusou de jogadas violentas e levou cartão amarelo. Arouca deu sinais de que ainda não está no prumo. Na hora de recompor a marcação sofreu como se estivesse carregando pedras nas costas.

Como o adversário não abafou diante da necessidade de vencer por boa margem de gols, o Palmeiras também não se entusiasmou.

cuca-298x186No segundo tempo, o ritmo pouco se alterou. Cuca lançou Matheus Sales desde o início no lugar de Gabriel e depois sacou a dupla de inúteis Cleiton Xavier e Barrios dando chance a Vitinho e Alecsandro.

O que estava ruim ficou pior ainda. O time desandou de vez. Recuou de uma forma assustadora. Covarde como nunca. O Botafogo partiu com vontade e fez um gol, aos 30 minutos. Dali até o fim, o Palmeiras jogou para gastar o tempo e evitar o segundo gol.

Atitude lamentável de um gigante, com a aura de líder inconteste do Brasileirão. No final das contas, garantiu a classificação. Cuca deve ter tirado boas lições desse jogo. Alguns reservas, como Allione, Barrios, Cleiton Xavier, Fabiano, Arouca e Thiago Martins, mostraram que estão muito abaixo dos titulares e são pouco confiáveis.

FICHA DO JOGO

Botafogo-PB 1 x 0 Palmeiras

Gol: Carlinhos, aos 30; minutos do segundo tempo

Botafogo-PB Michel Alves; Gustavo (Saldanha), Plínio, Marcelo Xavier e David Luis; Djavan, Sapé (Henik), Pedro Castro e Marcinho; Warley (Danielzinho) e Carlinhos. Técnico: Itamar Schulle.

Palmeiras: Wagner, Fabiano, Thiago Martins, Edu Dracena e Zé Roberto; Gabrile (Matheus Sales), Arouca e Cleiton Xavier (Vitinho); Allione, Barrios (Alecsandro) e Rafael Marques. Técnico: Cuca

Juiz: Jailson Macedo
Cartões amarelos: Gabriel, Vitinho, Matheus Sales, Sapé, Carlinhos
Local: Almeidão (João Pessoa)

Anúncios