Roger Machado, ex-técnico do Grêmio e sem currículo, vira objeto do desejo no Atlético-MG, Fluminense e Palmeiras

17424185Roger Machado apareceu como técnico de time grande no ano passado, ao substituir Felipão no Grêmio na primeira rodada do Brasileirão de 2015. Fez um bom campeonato e levou o clube gaúcho à Copa Libertadores. Na temporada de 2016, não foi campeão estadual, vacilou na metade do campeonato nacional e saiu da Libertadores eliminado nas oitavas de final. Não assombrou o mundo, muito menos o futebol brasileiro. Difícil entender sua alta cotação no mercado doméstico.

Dos clubes que pensam em Roger, Fluminense e Atlético-MG sãos os mais interessados. O Flu tem novo presidente, eleito neste sábado, e precisa de um treinador desde a demissão de Levir Culpi.

Mesma situação do Atlético-MG ao despachar Marcelo Oliveira após a derrota (3 a 1) para o Grêmio no primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil. Daniel Nepomuceno, presidente do Galo, diz que vai buscar um técnico de ponta. Nos bastidores do clube, Roger é o nome.

No Palmeiras, o treinador gaúcho não é o primeiro da lista. A prioridade é convencer Cuca a permanecer no comando do time. A decisão deve ser anunciada entre esta terça e quarta-feira.

Cuca não tem proposta do futebol chinês, nem acordo com nenhum outro clube brasileiro. Seu futuro depende de um entendimento com sua família. O técnico tinha planos de passar a próxima temporada longe do futebol.

Mesmo assim, a chance de Cuca permanecer no Palmeiras é grande. Só não fica se for convencido de que precisa mesmo cuidar da família.

No caso de Cuca sair, dentro do campeão brasileiro de 2016 se defende efetivar o auxiliar Alberto Valentim. Há ainda quem queira um nome de peso, do porte de Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo (livres no mercado), ou arriscar em Roger Machado, bem recomendado, mas sem currículo.

Veja a lista dos técnicos que estão no mercado sem clube

  1. Vanderlei Luxemburgo
  2. Abel Braga
  3. Levir Culpi
  4. Marcelo Oliveira
  5. Paulo Roberto Falcão
  6. Ricardo Gomes
  7. Ney Franco
  8. Doriva
  9. Vagner Mancini
  10. Celso Roth
  11. Jorginho
  12. Cristóvão Borges

Clubes sem treinadores: Atlético-MG, Fluminense e Vasco

Anúncios