Santos impressiona, Palmeiras e Corinthians não encantam e São Paulo patina na estreia

Rodada de abertura do Paulistão 2017 deixa claro a disparidade entre as quatro grandes forças do campeonato. Santos se impôs com uma arrojada nova proposta de jogo. Palmeiras lutou muito para vencer em casa. Corinthians deu um passo como se não tivesse saído do lugar. E o São Paulo…. Rogério Ceni que se cuide. (mais informação e opinião de futebol no CHUTEIRA FC)

32571089791_bf779395d6_z


VEM AÍ A REVOLUÇÃO DE DORIVAL
Dorival Júnior ensaia uma revolução no Santos e já exibiu sua plataforma de ação com a estrondosa goleada por 6 a 2 contra o acanhado Linense, na sexta-feira (03/2), jogo que abriu o Paulistão 2017 na Vila Belmiro. Com uma ocupação de espaços interessante, laterais investidos de meias, volantes às vezes de zagueiros, outras de laterais, e uma velocidade acima da média permitida neste início de temporada, o time envolveu o adversário sem resistência. Um rolo compressor por cima de cristais. A nova proposta de jogo funcionou muito bem e desperta curiosidade. Se o modelo vingar nas próximas rodadas, teremos sim uma boa novidade para contar neste início de temporada do futebol brasileiro.

31918907383_b32a5252f1_b
UM TCHÊ TCHÊ SOZINHO RESOLVE
Aclamado como o time a ser batido em 2017, Palmeiras de Eduardo Baptista sofreu à beça contra o Botafogo. Um tanto desorganizado e inflamado diante do jogo brusco do time do Interior, o campeão brasileiro só apareceu quando passou a viver sob o signo de Felipe Melo. A cada bordoada, o troco a cavalo. Não se viu troca de passes, nem um time compacto. Sobrou dedicação, suor e jogadas agressivas até Tchê Tchê, o mais levinho dos gladiadores, aparecer e guardar de canhota o gol da vitória (1 a 0) no Allianz Parque. Vitória miúda a colocar pontos de interrogação no time de Baptista.

jo-corinthians-x-sao-bento_1fqo160zhcruf1gorrtx2qvzft
JÔ E O JUIZ SALVAM
Corinthians, sob direção de Fabio Carille, não mostrou nada de impactante na dura vitória (1 a 0) contra o São Bento em Sorocaba. Num verdadeiro campo aquático no primeiro tempo, com a chuvarada, o time teve como desculpa a péssima condição do gramado. No segundo tempo, com o piso mais seco, jogou o suficiente para ganhar um pênalti de presente do árbitro. Jô, de volta para a velha casa, bateu com maestria e fez o gol salvador. Carille ainda aguarda Jadson, que vai precisar de um mês para entrar em forma. Corinthians não convenceu na estreia.

rogerio-ceni-lamenta-apos-audax-marcar-mais-um-gol-no-sao-paulo-1486328006512_615x300
QUE DOR DE CABEÇA, CENI!
Rogerio Ceni não imaginava no pior dos seus dias estrear no comando do time do São Paulo com uma sova para o atrevido Osasco Audax, do sempre inquieto Fernando Diniz. Na Arena Barueri vazia neste domingo, por causa do boicote da torcida do Tricolor ao abusivo preço dos ingressos cobrado por Vampeta (presidente do Audax), Ceni usou dois esquemas táticos diferentes e não evitou a derrota: 4 a 2 na abertura do Paulistão 2017. E vem mais chumbo grosso aí. Na quinta-feira enfrenta o Moto Clube, em jogo único da Copa do Brasil – se perder, adeus viola –, e tem dois jogos apimentados pela frente contra Ponte Preta no Morumbi e Santos na Vila Belmiro. Rogerio Ceni precisa de um analgésico urgente.

(texto publicado no CHUTEIRA FC, novo espaço de debate e informação de futebol)

Anúncios