CBF escolhe sucessor de Tite só em janeiro

foto: Twitter

CBF não tem a menor pressa para decidir o sucessor de Tite. Ednaldo Rodrigues, presidente da entidade, aguarda até janeiro. Tem tempo de sobra. Próximo compromisso da Seleção Brasileira será em março – amistosos data Fifa. Ednaldo vai ouvir profissionais de sua confiança antes de tomar uma decisão.

Tendência é por um treinador brasileiro. Não está descartado um estrangeiro. Presidente da CBF vai conduzir processo da sucessão de Tite com base no seu modelo de gestão: transparência e análise profunda dos rumos que o futebol brasileiro pretende seguir.

Ednaldo tem por hábito, desde os tempos de presidente da Federação Baiana de Futebol, acompanhar os relatos da imprensa, reportagens e opinião de especialistas em todos segmentos de mídia – jornais, sites, TVs, rádios. Não será diferente agora na busca por um novo técnico da Seleção.

Quando assumiu a CBF, em abril 2022, Ednaldo entendeu que não era momento de mudar a comissão técnica a menos de seis meses do início da Copa do Mundo do Qatar. Por isso, sustentou a permanência de Tite.

Bom lembrar que Tite havia sido empossado no cargo de técnico da Seleção pelas mãos do presidente Marco Polo Del Nero em 2016. Del Nero caiu banido pela Fifa em 2017. Assumiu Rogerio Caboclo que resolveu bancar Tite mesmo após a queda na Copa da Rússia 2018. Caboclo sai em 2021, acusado de assédio moral e sexual. Ednaldo assume como interino até ser eleito em abril de 2022 para um mandato de três anos.

Não fosse ano de Copa do Mundo, Ednaldo não teria continuado com Tite. Agora já pode pensar tranquilo, sem pressão e com calma quem será o sucessor.

Tite se despediu da Seleção em público na entrevista coletiva quase uma hora depois da queda em Doha. Semblante tenso

“Estou em paz. Fim de ciclo. Eu já havia colocado há mais de um ano e meio (que sairia ao fim da Copa 2022), não sou um cara de duas palavras. Não estava jogando para ganhar e depois fazer drama para ficar, quem me conhece sabe. Agora sim foi um processo inteiro. Antes foi um processo de recuperação (2016). Agora teve uma sequência inteira. O desempenho, bem… façam os comentários de vocês. Está aí”, sentenciou Tite.

Doha, 10 dezembro, 2022. Por Luiz Antônio Prósperi


YouTube – Acompanhe cobertura jornalística da Seleção Brasileira e Qatar 2022 no canal Prósperi na Copa: https://www.youtube.com/@prosperinacopa