Corinthians não pode culpar garoto por derrota em Minas

622_000327d7-09a9-33f5-b047-4fb224f759bb

Corinthians precisa entender que perder jogadores importantes na defesa é tão cruel como ficar sem atacantes de ponta. Quando Gil foi embora, disseram tudo bem. Felipe e Yago dariam conta. Felipe saiu. O garoto Pedro Henrique e Balbuena e Vilson seriam suficiente. Não é bem assim. Pedro Henrique pagou pelo noviciado e deu de bandeja o gol da confirmação da vitória do Atlético-MG por 2 a 1, nesta quarta-feira (22/6), na 10.ª rodada do Brasileirão. Não era a estreia que Cristovão Borges imaginava ao suceder Tite.

Quando Pedro Henrique errou, o time mineiro vencia por 1 a 0 e a derrota estava encaminhada. Sua falha, ao errar o cálculo na bola recuada a Cássio, deu a Cazares a oportunidade de espetar o segundo do Galo.

O Corinthians ainda teve um sopro de vida com o gol de Lucca, a três minutos do final. Poderia até reivindicar o empate, mas não suportou a pixotada de Pedro Henrique. O menino, confortado por companheiros do Corinthians e cobras criadas do Atlético, não conseguiu engolir o choro na saída do gramado em direção aos vestiários.

Atletico MG v Corinthians - Brasileirao Series A 2016
Pedro Henrique disputa bola com Fred

Lágrimas de um júnior são compreensíveis. O que não se pode admitir é Cristóvão Borges, os mais experientes jogadores e a torcida darem crédito da derrota à falha de Pedro Henrique. Evidente que eles não vão apontar o dedo em direção ao jovem zagueiro, mas vão se socorrer a esse incidente nos bastidores.

Quem viu o jogo sabe que o gol de Fred nasceu de um impedimento de Marcos Rocha. Apesar do erro grosseiro da arbitragem, o Galo já merecia estar na frente. E só não fez um gol mais fácil por encontrar um muro armado por Cristóvão Borges – depois dizem que ele gosta de times ofensivos.

Se somarmos as falhas da arbitragem, à proposta de jogo do Atlético, ao medo do Corinthians em buscar algo maior e à falha de Pedro Henrique, o time mineiro merecia mesmo mesmo ter vencido como venceu.

Anúncios