Futebol brasileiro em estado lisérgico no mercado da bola

foto: divulgação

Cristiano Ronaldo recebia cerca de 30 milhões de euros (R$ 167 milhões) anuais do Manchester United. No Al Nassr, da Arábia Saudita, o craque português de 37 anos vai embolsar 200 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão) por temporada – e assume topo de jogador mais bem pago do mundo.

Valores inimagináveis a todos clubes brasileiros. Alucinação. Será?

Corinthians, na informação de seu presidente Duílio Monteiro Alves revelada nesta sexta-feira (06/1) no Programa do Neto, ofereceu a Cristiano os mesmos salários que recebia no Manchester United, ou seja, R$ 167 milhões por ano – cerca de R$ 14 milhões por mês. Disse Duílio que uma empresa bancaria a brincadeira.

Alucinação ou não, Corinthians pensou em Cristiano Ronaldo antes de os árabes entrarem na ciranda.

Grêmio não sonhou com CR7. Em contrapartida, fecha com o uruguaio Luís Suárez, de 35 anos, por R$ 52 milhões – R$ 2 milhões por mês.

Flamengo resgata volante Gerson pagando R$ 85 milhões, por 80% do direitos que pertenciam ao Olympique de Marselha, e mais R$ 5,6 milhões por bônus alcançado. Como o clube francês ainda deve R$ 36,5 milhões ao clube carioca pela compra de Gerson em 2021, Flamengo desembolsa R$ 45 milhões parcelados para ter seu ex-jogador de volta, informa site ge.

Gerson, apelidado de Coringa no Flamengo, está com 25 anos.

“Nosso futebol tinha que ser uma elite pelos jogadores que nós temos. Olha o nosso campeonato, quantos clubes tem, como os jogos são difíceis. Nós acabamos batendo no nosso esporte, nos nossos jogadores e nos nossos campeonatos. Eu acho que a gente tinha que dar mais moral para o nosso país, que cresceríamos ainda mais” – Gerson.

Atlético-MG admite atraso de salários no seu departamento de futebol.

“É com muito esforço, com muita engenharia financeira, com muita participação desse grupo (empresários mecenas do clube: Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador). Ainda não está tudo em dia. Tivemos e temos problemas por conta que no final de ano as receitas caem. A (queda de) arrecadação que já é um problema para nós, ela aumenta nesse período”, disse Rodrigo Caetano, diretor de futebol, à Rádio 98FM.

Dificuldade financeira, informada por seu diretor, não inibe Atlético-MG a investir em Paulinho (R$ 1 milhão de salários por mês) – emprestado pelo Bayer Leverkusen até junho/2023 ao custo de R$ 1,8 milhão –, Eduardo Coudet (técnico argentino do primeiro escalão), Edenilson (ex-Internacional), Igor Gomes (São Paulo), Bruno Fuchs (CSKA) e deve anunciar Patrick (São Paulo).

Do outro lado da prateleira do supermercado do futebol brasileiro, clubes vendem seus jovens em escala alta.

Endrick, atacante de 16 anos, do Palmeiras ao Real Madrid por R$ 400 milhões.

Andrey, volante de 18 anos, do Vasco ao Chelsea por R$ 125,5 milhões.

Matheus França, atacante de 18 anos do Flamengo, tem proposta do Newcastle da Inglaterra. Clube carioca recusou oferta de R$ 75 milhões do Bayer Leverkusen. Multa contratual passa de R$ 500 milhões.

E mais meninos devem trocar Brasil pela Europa até o fim da janela de transferências na última semana de janeiro.


São Paulo, 6 janeiro, 2023. Por Luiz Antônio Prósperi