São Paulo não se desliga da Libertadores e apaga no Brasileirão

Inebriado com a classificação à semifinal na Copa Libertadores, depois da batalha contra o Atlético-MG, o São Paulo baixa a guarda diante do Internacional e sofre derrota por 2 a 1 no Morumbi. O time não mostrou nem de perto aquela entrega absoluta do jogo em Minas. O resultado negativo é o primeiro prejuízo da equipe de Edgardo Bauza no Brasileirão.

Não se pode perder em seus domínios neste campeonato longo, desgastante. Cada ponto que fica para trás engorda a dívida lá na frente. Bauza e seus jogadores sabem perfeitamente com funciona essa lógica do campeonato nacional. O problema é não virar a chavinha.

Diante de um adversário acovardado, com três volantes de contenção, se exigia mas inteligência do São Paulo. Não atacar de forma alucinada e ficar de olhos abertos nos contra-ataques do inimigo era obrigação.

Unknown-4Mais que isso, tolerância zero com erros na defesa. Mas, no primeiro descuido e indecisão da zaga, o Inter foi lá e beliscou o gol com Sasha. Sinal de alerta aceso. Gol sofrido, o time exaurido da maratona na Libertadores não teve força para incomodar o Inter.

Só chegou ao empate, quase no finalzinho jogo, com Lugano – marcou o seu primeiro gol nessa segunda passagem pelo clube -, aos 41. E não tirou proveito da expulsão de Alex, que saiu aos 40. Pior, vacilou novamente na defesa permitindo a Sasha o gol da vitória do Inter.

Unknown-3Na Libertadores, o São Paulo volta a jogar apenas em julho quando vai enfrentar o Atlético Nacional de Medellín pelas semifinais. No Brasileirão, já tem compromisso nesta quarta-feira contra o Coritiba no Paraná.

Não dá para dormir sonhando com a Libertadores e ter de acordar com a dura realidade do Campeonato Brasileiro a cada quarta e domingo.

Anúncios