São Paulo sofre derrota no adeus a Bauza e torcida não vai sentir saudade do argentino

rib_5625

São Paulo perder no Morumbi nesta temporada não é um absurdo. A diferença é que esta derrota marcou a despedida de Edgardo Bauza, novo treinador da Argentina. Isso mesmo, técnico da seleção de Lionel Messi. O treinador argentino vai embora e, segundo a torcida são-paulina, não vai deixar saudade. Nesta noite de quinta-feira, ele viu seu time cair diante do Atlético-MG por 2 a 1, na penúltima rodada do primeiro turno do Brasileirão.

Bauza ainda viveu a esperança de dar adeus com uma vitória. Chavez fez um belo gol aos 2 minutos de jogo. Era um indicativo de que o São Paulo poderia se impor em casa contra o ascendente Atlético-MG. Não é qualquer time que sai destruindo um candidato a campeão, sem cerimônia.

Não passou de uma ilusão. Com dez minutos, o time mineiro já havia empatado com Maicosuel, assumindo o controle do jogo. Na frente, mostrava seu repertório de jogadas com Robinho, Fred e Lucas Pratto em cima de uma indecisa linha de defensores com o argentino Buffarini, o uruguaio Lugano, o brasileiro Maicon e o chileno Mena.

A culpa do trator de Minas passar por cima dos defensores também recaía em Hudson, Thiago Mendes e Wesley, arrolados como testemunha da falta de sintonia do São Paulo. Os três marcavam mal e distribuíam pior ainda o jogo.

Nem viram passar Maicosuel e Lucas Pratto no lance do segundo gol atleticano marcado pelo atacante argentino, aos 20 minutos. Aliás, um gol com patente de quem sabe finalizar como poucos.

rib_5600_SP9e0ge

De bom do lado do Tricolor, apenas a insistência de Kelvin tramando com o estreante Buffarini. Dali nasceram as melhores jogadas do São Paulo. Pouco para quem precisava se reencontrar com a vitória.

No segundo tempo, o Atlético se renegou ao jogo. Marcelo Oliveira, como fazia nos tempos de Palmeiras, recuou seu time. A ordem era viver dos contra-ataques. Com essa atitude covarde, viu o São Paulo amassar e tomar conta da partida.

Se estabeleceu um bombardeio na área de Victor. O goleiro teve trabalho em três lances agudos de gol. Faltou ao time paulista uma melhor pontaria. Martelava, mas não demolia o muro. Bauza tentou reorganizar o time com a entrada dos meninos Luiz Araujo, Daniel e Pedro. Marcelo recuou ainda mais o Atlético e garantiu a vitória.

Eduardo Bauza se despedia do São Paulo com mais uma derrota. Venceu 18 jogos, perdeu 18, e empatou 13. Números ruins, diria medíocres. E esse treinador vai dirigir Lionel Messi e companhia. Futebol é uma benção.

 

 

FICHA DO JOGO

São Paulo 1 x 2 Atlético-MG

Gols: Chavez, aos 2; Maicosuel, aos 10 e Lucas Pratto, aos 20 do segundo tempo

São Paulo: Denis, Buffarini, Lugano, Maicon e Mena; Hudson, Thiago Mendes (Pedro) e Wesley (Luiz Araújo); Kelvin, Chavez e Michel Bastos (Daniel). Técnico: Edgardo Bauza

Atlético-MG: Victor, Carlos Cesar, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Maicosuel (Lucas Candido);  Lucas Prato, Fred (Luan) e Robinho (Otero). Técnico: Marcelo Oliveira

Juiz: Leandro Vuaden
Cartões amarelos: Maicosuel, Buffarini, Otero
Renda: R$ 364.658,00
Público: 15.717 pagantes
Local: Morumbi

Anúncios