Corinthians abre mão do Brasileirão e da Copa do Brasil

a3099f104376_N05HhW3

Corinthians desiste da temporada 2016 neste início do segundo turno do Campeonato Brasileiro e na abertura das oitavas de final da Copa do Brasil. O comando do clube, mesmo sem admitir, tomou essa decisão ao negociar quatro jogadores importantes do time em menos de um mês. A mais recente saída é a de Elias, vendido ao Sporting de Portugal um dia antes do fechamento da janela de transferências do futebol europeu.

Elias se junta a Bruno Henrique, Luciano, André e Felipe no desmanche iniciado no começo do ano com as vendas de Renato Augusto, Gil, Ralf, Vagner Love, Jadson e Malcon.

Todas essas negociações e mais o desmantelamento da comissão técnica, cedida sem restrição à CBF na formação de uma nova Seleção Brasileira, tiram o Corinthians da disputa dos títulos do Brasileirão e da Copa do Brasil de 2016.

tite-comanda-treino-da-selecao-brasileira-em-quito-1472511534724_956x500Não se quebra uma estrutura sem se pagar um preço alto. Exemplo claro foi a pulverização do time campeão brasileiro de 2015 com a saída de cinco titulares no início da temporada ao futebol da China e da Europa. Do espólio da taça conquistada ano passado restaram Tite e mais três a quatro jogadores titulares.

Tite pediu e o Corinthians investiu pesado, mais de R$ 25 milhões, nas contratações de Giovanni Augusto, Guilherme, Marlone, Williams e André, entre outros menos cotados, para repor as perdas ao futebol chinês.

Atendido nas suas reivindicações pela diretoria, Tite colecionou fracassos no Campeonato Paulista e Copa Libertadores e abandonou o clube ao ser convidado por Marco Polo Del Nero, presidente da CBF, para assumir a Seleção Brasileira na sucessão de Dunga.

Sem Tite, os dirigentes apostaram no silencioso Cristóvão Borges. Não prometeram nada  ao novo treinador. Sustentaram apenas que a base do grupo de jogadores seria mantida, mesmo diante de uma ou outra eventual saída.

corinthians_cristovao-6909334

Não sustentaram a palavra empenhada ao técnico. Assim que os compradores surgiram, venderam quatro titulares sem parcimônia e não deram uma contrapartida a Cristóvão.

Isolado e respaldado com o peso de uma pena, o treinador corre atrás de bons resultados para se sustentar no comando do Corinthians. Nesta terça-feira, o treinador perdeu Elias e Danilo, com fratura grave na tíbia.

Cristóvão assume a bucha e pode ser disparado no canhão na semana que vem se o time não convencer e não vencer no Brasileirão e também nesta quarta-feira contra o Fluminense na estreia do time na Copa do Brasil.

622_9fb77997-c794-3778-86b9-59c37343edca

Anúncios