Tite aprova e Neymar assume braçadeira de capitão da Seleção Olímpica

neymar-brazil-rio-olympics

Neymar é o capitão da Seleção Olímpica e assume a braçadeira no amistoso deste sábado contra o Japão em Goiânia, o primeiro e último teste antes da estreia do Brasil nos Jogos do Rio. A decisão partiu do treinador Rogério Micale, após pouco mais de uma semana de treinamentos em Teresópolis. O craque será testado nessa missão mais uma vez, agora sob observação de Tite, técnico da Seleção Brasileira.

A opção por Neymar mostra uma sintonia fina entre Micale e Tite. Nem poderia ser diferente. O craque, amassado por críticas a respeito do seu comportamento como capitão do escrete nos últimos dois anos da gestão de Dunga e por suas baladas, tem uma nova chance de provar que é um líder dentro e fora do campo.

Veja a explicação de Micale sobre a escolha de Neymar capitão:

“Neymar demonstrou ser aquilo que a gente via e até superou minhas expectativas em relação à qualidade que tem. Ele muda de direção o tempo todo com facilidade, no um contra um é fora de série, no ambiente interno de grupo é muito querido, um jogador do bem, um rapaz com o coração enorme em relação aos companheiros, principalmente os mais jovens. Abraçou os meninos que nos ajudaram em Teresópolis”

Veja o que os garotos da seleção falaram de Neymar

“Ainda sou meio tímido com o Neymar, fico tremendo quando ele chega perto. A ficha de estar ao lado dele ainda não caiu. Ele é um moleque humilde, inteligente, educado, brincalhão. Eu me inspiro nele, ele vai ser o melhor do mundo” – Thiago Maia, voltante da Seleção Olímpica e do Santos.

EP-160729988.jpg&MaxW=960&imageVersion=default&NCS_modified=20160720091710

Se Neymar for aprovado, Tite ganha um aliado importante na sua dura missão de reconstruir a Seleção Brasileira. Sem nunca ter vestido um uniforme da CBF, o treinador não pode nem deve enquadrar os craques do time para mostrar autoridade. Aquela postura de sargento, marca de Dunga, não cabe mais na Seleção.

micale-selecao-2016-brasil_1cqvlr3gc0rxj17e0vz8b6u691Tite não tem de colocar nenhum jogador na linha dos recrutas. Sua tarefa é resgatar a excelência do futebol brasileiro. E, até por isso, é urgente valorizar os talentosos, os que têm repertório para ser protagonistas. Neymar ainda é o centro gravitacional dessa nova geração. Daí a aposta corajosa da comissão técnica da Seleção Olímpica.

Isso não quer dizer que o badalado jogador terá alforria para fazer o que bem entender. Capitão do time de meninos, Neymar vai ter de se desdobrar para aumentar seu cacife na Seleção.

Mais do que ninguém, ele precisa de uma conquista importante com camisa amarela. No momento o que se tem é a corrida pelo ouro olímpico. Não é um troféu valioso no mundo do futebol, mas é um recomeço na vida do craque. Neymar tem apenas 24 anos.

Anúncios