São Paulo corre atrás de um novo técnico. Edgardo Bauza assume Argentina

Diretor do Tricolor diz que contratação de um treinador está bem encaminhada e garante que é um profissional com carreira consolidada
bauza

São Paulo está sem treinador com a saída de Edgardo Bauza para assumir a Seleção da Argentina. Armando Pérez, presidente interino da AFA, anunciou nesta segunda-feira a escolha de Bauza, após uma sabatina com pelo menos cinco candidatos.

O treinador do São Paulo teve aprovação unânime de todos presidentes de clubes argentinos. Pesou a seu favor o fato de não ter uma multa rescisória contratual para ser liberado pelo clube paulista.

De acordo com Pérez, o novo técnico deve assumir a Seleção Argentina neste mês de agosto na vaga de Tata Martino, demitido após a derrota para o Chile na final da Copa América Centenário nos EUA. Desde que Bauza foi anunciado, a repercussão entre os argentinos nas redes sociais tem sido a pior possível.

Bauza vai comandar o São Paulo contra o Atlético-MG, nesta quinta-feira, no jogo que marca sua despedida do clube paulista. Até aqui foram 48 partidas – 18 vitórias, 17 derrotas e 13 empates.

Deixa o Morumbi ao mesmo tempo em que chegam os argentinos Buffarini (lateral-direito) e Chavez (atacante). Centurión, também da Argentina, está de saída por empréstimo ao Boca Juniors.

Sem Bauza, o São Paulo volta ao mercado em busca de um novo técnico. Pintado, contratado recentemente na função de gerente de campo, não vai ser um treinador tampão como Milton Cruz costumava fazer.

José Médicis, vice-presidente de futebol do São Paulo, disse à Rádio Globo nesta noite de segunda-feira que o clube está perto de anunciar o sucessor de Bauza. Gustavo Vieira, diretor de futebol, disse nesta terça-feira que um novo técnico deve ser contratado até domingo.

“Não vou dar dicas, não. Negócio é negócio, mas há um nome que está bem cotado. É um treinador com carreira consolidada. Tem que vir alguém com experiência”, disse Médicis.

Não há muitas opções de técnicos desempregados no futebol brasileiro. Daqueles com nome de peso, temos apenas três com experiência:

Vanderlei Luxemburgo, de volta da China há um mês. Tem forte rejeição dentro do São Paulo.

Dunga, demitido da Seleção Brasileira em junho. Não agrada à maioria dos torcedores.

Abel Braga, ainda enroscado no mundo árabe, não definiu sua situação para ficar livre no mercado.

Em menos de um ano, o São Paulo fez duas apostas em treinadores estrangeiros e se deu mal. Na temporada passada, contratou o colombiano Juan Carlos Osorio, que trocou o clube paulista pela Seleção do México em menos de sete meses. A história se repete com Bauza, novo treinador da Argentina.

Veja o comunicado oficial do São Paulo publicado às 19h40:

“O São Paulo Futebol Clube anuncia que Edgardo Bauza informou ter recebido e aceitado na noite desta segunda-feira (1.º) o convite feito pela Associação de Futebol da Argentina (AFA) para assumir o comando da seleção nacional, e assim deixará o cargo de técnico do Tricolor. Contratado no início da temporada, Patón se despede do clube após oito meses de um importante trabalho de reconstrução do time.”

“Assim como o colombiano Juan Carlos Osorio, hoje técnico do México, Bauza passou a ser cotado para assumir uma importante seleção nacional a partir do trabalho no São Paulo.”

“A diretoria agradece ao treinador e deseja sorte em seu novo desafio.”

Anúncios