Dunga assina com Beijing Guoan, da China, e vai levar Diego Tardelli

135630-gif

Dunga já assinou contrato com Beijing Guoan, clube do meia Renato Augusto e do volante Ralf, e deve assumir o comando do time no fim de novembro, assim que se encerrar a temporada 2016 da Liga Chinesa. O acordo é de dois anos e o treinador vai receber salário padrão dos técnicos no futebol chinês – cerca de 10 milhões de euros por ano.

O ex-treinador da Seleção Brasileira, demitido em julho da CBF após a queda na Copa América Centenário, substituirá o italiano Alberto Zaccheroni. O Beijing ocupa o sétimo lugar na tabela e, a quatro rodadas do fim da Liga, não tem condições de brigar pelo título – o líder é o Guangzhou Evergrande, dirigido por Felipão, que tem sete pontos a mais que vice Jiangsu.

630x365

A informação do acordo entre Dunga e Beijing foi antecipada com exclusividade por esse Blog do Prósperi em 27 de setembro.

Dunga, em baixa com o péssimo desempenho da Seleção sob seu comando nos últimos dois anos, não estava fora do mercado brasileiro. Recebeu sondagens de clubes da Série A do Brasileirão. Mas, assim como fizeram Felipão, Mano Menezes, Vanderlei Luxemburgo e Cuca, optou  pelo futebol chinês.

Ao assinar com o Beijing Guoan, Dunga pediu a contratação de Diego Tardelli que ele havia convocado algumas vezes na Seleção Brasileira. Tardelli está encostado no Shandong Luneng, da China. Recebe salários de 4 milhões de euros por ano, que inviabiliza sua transferência a um clube brasileiro.

dunga1

Quem não comungava com as ideias de Dunga sobre futebol, tem motivos de sobra para desejar boa sorte ao treinador nessa nova empreitada bem longe do Brasil.

Anúncios