Gabriel Jesus é o ‘novo Neymar’ na briga entre Barcelona e Real Madrid

622_0200cffd-9b12-35e7-83ea-730505ca144f

Barcelona vai ter de apertar o passo para não perder Gabriel Jesus. Como é regra no futebol espanhol, onde vai o Barça, o Real vem atrás ou onde vai o Real, o Barça vem atrás. Os dois clubes devem travar um duro duelo por Jesus. A história é bem parecida com a que Neymar viveu entre 2011 e 2013.

Antes de voltar aos bastidores da transação que levou Neymar ao Barça, vale contar como anda a negociação envolvendo Gabriel Jesus.

Há pouco menos de um ano o Barcelona monitora o garoto do Palmeiras e nas últimas semanas resolveu abrir negociação. Raul Sanllehí, executivo do clube catalão, está no Brasil em caráter oficial para tratar da renovação do contrato de Neymar e, ao mesmo tempo, amarrar Jesus.

Sanllehí e Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, já se reuniram por mais de uma vez na última semana. O executivo espanhol não fez uma proposta oficial, mas alinhavou a transação.

Quem deve chegar a São Paulo em breve é o diretor executivo Roberto Fernandéz, o homem encarregado de oferecer a grana e fechar o negócio em nome do Barcelona. Fernandéz, dizem os diários esportivos espanhóis, tem pressa porque o Real Madrid vem aí.

article-0-1ae9098b000005dc-684_634x611
Florentino Perez fecha contratação de Cristiano Ronaldo

Por ordem do presidente Florentino Perez, o Real não pode ficar atrás do Barcelona quando o assunto é uma joia preciosa do futebol brasileiro. Florentino ainda não digeriu a ida de Neymar ao Barça. Por isso acionou seu primeiro escalão em busca dos números e informações sobre Gabriel Jesus.

Encarregados de Florentino procuraram o empresário italiano Giovanni Branchini, um dos mais influentes agentes do mercado de jogadores na Europa, para iniciar negociação com Gabriel Jesus e Palmeiras.

Por que Branchini? Respeitado no Brasil por um passado de grandes transações envolvendo Ronaldo Fenômeno em meados dos anos de 1990 e outros craques, o empresário italiano também já foi acionado por agentes de Jesus, antes mesmo de o Real Madrid entrar na parada.

452293063Não por acaso, um dos primeiros clubes a falar em Gabriel Jesus foi a Juventus, da Itália, país de Branchini (na foto com Guardiola). Há pouco menos de um mês, o garoto do Palmeiras foi manchete de primeira página do renomado Gazzetta dello Sport, dando conta do interesse da Juve.

Com a entrada do Barça, o clube italiano, parece, tirou o pé. E o Barcelona, que estava na dianteira na transação com Jesus, agora terá a concorrência pesada do Real Madrid, que pode até pagar um pouco mais que a multa contratual de 24 milhões de euros do acordo entre o garoto e o Palmeiras.

Barcelona, segundo a imprensa da catalunha, não estava disposto a oferecer os 24 milhões de euros (cerca de R$ 90 milhões) na abertura das negociações. Daria como primeiro lance algo em torno de 19 milhões de euros.

Mas pode mudar de patamar se o Real Madrid chegar mais forte. Por isso o executivo do Barça  Roberto Fernandéz estaria rumando a São Paulo. E, por tabela, Giovanni Branchini teria apertado o passo em direção a Jesus, atendendo chamado do presidente do Real.

JESUS REPETE NEYMAR

Essa disputa, que começa a ganhar projeção entre Barcelona e Real Madrid por Gabriel Jesus, remete à polêmica transferência de Neymar ao clube catalão.

neymar-barcelona

Assim como Jesus, Neymar preferia jogar no Barça e não no Real. Sem cerimônia, o craque do Santos aceitou um adiantamento de 11 milhões de euros do Barcelona, em 2011, e se comprometeu a não se deixar levar por uma oferta maior do Real ou de outro clube.

Em 2013, quando o negócio entre Santos e Barça foi fechado, o Real Madrid havia oferecido bem mais ao jogador e ao clube brasileiro – entre salários, bônus e direitos econômicos.

Neymar, comprometido com o time de Messi, rejeitou a montanha de dólares do time de Cristiano Ronaldo e assinou com o Barcelona.

Essa história ainda tira o sono de Florentino Perez, daí a provável investida do Real Madrid em Jesus. Não admite perder para o Barcelona um candidato a ser um novo Neymar.

No caso de Neymar, havia acordo paralelo a ser feito com o Santos Grupo DIS e a família do jogador. A situação de Jesus é mais viável – o Palmeiras tem 30%, o jogador mais 15%, e o restante pertence a dois empresários.

CIÚMES NO SANTOS

Gabriel Jesus mexe até com dirigentes de outros clubes brasileiros. Modesto Roma Jr, presidente do Santos, disse em reunião de conselheiros na Vila que Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, estaria ansioso para vender Jesus.

“Eu tenho uma relação muito boa com outros presidentes de clubes. E um presidente me dizia: esse meu jogador, meu ídolo, meu melhor jogador que a minha base já produziu na vida, só tenho 30% dele. Não vou falar o nome. Hoje se fala desse jogador como se fosse a décima maravilha do mundo”, Modesto Roma.

O dirigente do Santos diz que não admite vender suas joias, como Gabriel, o Gabigol. O jovem atacante tem propostas bem mais vantajosas do que as de Gabriel Jesus, mas nenhuma delas do Barcelona ou Real Madrid.

Anúncios